Siga-nos

Tecnologia

5G deverá acelerar educação via internet no Brasil, afirma especialista

O Ministro das Comunicações afirmou que a prioridade será levar internet para escolas de todo o país. Especialista em educação e tecnologia, com mais de 15 anos de experiência considera o avanço positivo para a educação no país…

Publicado

em

5G no Brasil

A internet 5G representa a nova geração no processo evolutivo da banda larga sem fio | Imagem: reprodução Agência Nacional de Telecomunicações

Na quinta-feira, 04, a Agência Nacional de telecomunicações – ANATEL – iniciou leilão para concessão da faixa que estabelecerá a internet 5G no Brasil. Além dos impactos econômicos, a internet 5G representa a nova geração no processo evolutivo da banda larga sem fio. A expectativa é de que ela ofereça aos usuários uma cobertura mais eficiente e ampla. A inovação tecnológica aliada com a popularização da internet possibilitará uma verdadeira revolução na educação do Brasil. É o que acredita o especialista em educação, tecnologia e diretor da universidade americana Ambra University, Alfredo Freitas, que vê com otimismo a chegada da nova tecnologia no Brasil.

“As possibilidades metodológicas para o ensino via internet serão inúmeras. Com maior velocidade os professores terão mais recursos para ensinar os estudantes, que por sua vez, terão mais agilidade e possibilidades para aprender. Esse tipo de interação mais tecnológica permite que os alunos baixem aplicativos, que podem tornar o estudo mais envolvente e deverá ter cada vez mais adeptos”, afirma o especialista Alfredo Freitas, que tem mais de 15 anos de experiência.

Freitas está correto. De acordo com um estudo da Organização Pearson, em que 83% dos brasileiros acreditam que dispositivos inteligentes e aplicativos serão usados para auxiliar alunos no futuro. Globalmente, 76% das pessoas acreditam que mais estudantes universitários farão cursos online dentro dos próximos 10 anos. 71% dos brasileiros apostam que livros didáticos impressos estarão obsoletos daqui a cinco anos, e 77% afirmam que a inteligência artificial terá um impacto positivo na educação.

Para Alfredo Freitas a nova tecnologia deverá impulsionar ainda mais o ensino via internet. Já que o último dado do Censo da Educação Superior no Brasil mostrou que nos últimos 10 anos, o crescimento dos ingressantes em EAD foi de 226%, contra 19% da modalidade presencial, o quantitativo superou as expectativas para o ano de 2020. Com a inserção da tecnologia 5G, acredita-se que o setor continue crescendo.

“Um destaque para essa nova possibilidade além do crescimento do ensino via internet com certeza é o fator da interação. Recursos de aprendizagem e desenvolvimento devem aumentar o fator humano dentro das interações nas práticas pedagógicas. E a chegada da tecnologia 5G promete potencializar todas essas inovações e criar novas oportunidades para educadores e estudantes. Isso porque a 5G deverá fortalecer e ampliar a interatividade e possibilidade do ensino a distância ser mais dinâmico”, afirma Freitas.

Quem é Alfredo Freitas?

Alfredo Freitas é pós-graduado em ‘Project Management’ pela Sheridan College no Canadá, graduado em Engenharia de Controle e Automação e Mestre em Ciências, Automação e Sistemas, pela Universidade de Brasília. O renomado profissional tem mais de 15 anos de experiência em Tecnologia e Educação. É atualmente Diretor de Educação e Tecnologia da Ambra University. A Universidade americana é credenciada e tem cursos reconhecidos pelo Florida Department of Education (Departamento de Educação da Flórida) sob o registro CIE-4001. Além disso, a universidade conta com histórico de revalidação de diplomas no Brasil.

Fala Barreiras