Siga-nos

Tecnologia

PANE NAS REDES SOCIAIS?
Saiba como agir

Em meio a pane nas redes sociais, usuários relatam instabilidade no sinal de internet. Aprenda a medir a velocidade da sua conexão…

Publicado

em

Redes Sociais

Uma mudança incorreta nos roteadores do Facebook foi o suficiente para parar o mundo durante a tarde da segunda-feira, 4, quando os serviços Whatsapp e Instagram, além da própria rede social, apresentaram falhas contínuas de acesso — impossibilitando publicações e mensagens por parte dos internautas. 

Nesse meio tempo, usuários de diversas partes do país também começaram a relatar possíveis quedas em seus sinais de banda larga, o que culminou em um pico de queixas registrado pelo notificador de falhas Downdetector. Enquanto a situação não voltava ao normal, por um momento, quem tentou acessar páginas online se perguntou se o problema era o próprio roteador, a operadora ou um problema geral nos aplicativos.

“A dúvida é mais comum do que parece, principalmente em um contexto de alta demanda das atividades remotas”, explica Pedro Israel, um dos nomes por trás do velocímetro de internet Minha Conexão, que bateu recorde de acessos durante o mau funcionamento. “Nessas horas, reiniciar o roteador, verificar se os aplicativos estão atualizados e aferir a qualidade da internet por um tempo podem ser suficientes para perceber o que está acontecendo.”

Segundo Pedro, outro bom caminho para compreender instabilidades é checar o site das empresas envolvidas, já que comunicados oficiais são comuns quando a questão extrapola o individual. No caso mais recente, Oi, Claro, TIM e Vivo não se manifestaram sobre prováveis problemas em escala nacional e a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou que não houve “interrupções ou degradações nas prestadoras de telecomunicações”

.

Enfrentando oscilações na internet? Confira o passo a passo para testá-la gratuitamente

Antes de começar, algumas recomendações para uma análise mais assertiva são: fechar todos os programas; deixar somente a aba do teste aberta no navegador; interromper atualizações; manter apenas o dispositivo onde você fará o teste conectado na internet. Lembrando que as conexões via cabo tendem a ser mais exatas que aquelas mediadas via Wi-Fi, pois redes sem fios naturalmente contam com velocidade reduzida da que chega pelo cabo. Seguidas as orientações, basta acessar o velocímetro Minha Conexão, que analisará a qualidade da conexão por meio do endereço de IP do usuário. Durante o processo, não é preciso fornecer nenhum tipo de dado pessoal, criar um cadastro ou login na plataforma. Além disso, toda a apuração é feita por meio de um algoritmo criado para evitar fraudes e resultados falsos. Um histórico de medições é gerado ao final conforme o internauta for realizando demais testes ao longo do tempo.

Barreiras Notícias - Fala Barreiras