Siga-nos

Brasil

Caminhoneiros realizam manifestações em quatro rodovias pelo país; Protesto atinge BR-242, na Região Oeste da Bahia

Uma das pautas da categoria é zerar o PIS-Cofins que incide sobre o óleo diesel, conforme defendido pelo presidente Bolsonaro…

Publicado

em

Manifestação Caminhoneiros

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Uma mobilização de caminhoneiros iniciada desde a manhã desta quarta-feira (08), está sendo registrada nas rodovias federais em quatro Estados, entre elas Santa Catarina, Espírito Santo, Paraná e Bahia, conforme comunicado divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), até as 14h30.

Em Santa Catarina, foram registrados bloqueios de caminhões em Garuva, Joinville, Mafra, Santa Cecília, Guaramirim e Campos Novos. No Paraná, os manifestantes se concentram nas rodovias federais em Paranavaí e em Maringá. Já no Espírito Santo, caminhoneiros fazem bloqueios em oito municípios.

Já na região Oeste da Bahia, principal produtora de grãos da Bahia e que se destaca como um dos principais polos do agronegócio, sente os reflexos dessa mobilização, as manifestações acontecem em dois pontos na BR-242. Caminhoneiros estão concentrados na saída do município de Barreiras sentido a Salvador e outro grupo de manifestantes protestam na saída da cidade de Luís Eduardo Magalhães, sentido Barreiras.

Manifestação Caminhoneiros
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

De acordo com informações de líderes do movimento, as reivindicações são distintas da pauta realizada pelas associações de caminhoneiros, como o apoio ao Presidente da República, Jair Bolsonaro

(sem partido) contra o Supremo Tribunal Federal (STF). O ponto em comum, é a luta da categoria pela diminuição no preço dos combustíveis.

Para tentar legitimar os bloqueios, os caminhoneiros citam a pauta de zerar o PIS-Cofins que incide sobre o óleo diesel, conforme defendido pelo presidente Bolsonaro, que já debateu o assunto com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

No entendimento do chefe do executivo, durante sua exibição da sua live, no último dia 19 de agosto, a medida sobre o diesel impactou cerca de R$ 17 bilhões nas contas públicas.

“Temos que reduzir 10% dos subsídios neste ano, da ordem de R$ 15 bilhões. Devemos achar R$ 17 bilhões para tapar um buraco. Faltam R$ 2 bilhões, mas a gente vai se virar”, destacou o mandatário à época.

Manifestação Caminhoneiros
Manifestação Caminhoneiros

Barreiras Notícias - Fala Barreiras