Siga-nos

Barreiras

Prefeitura de Barreiras apresenta o “Projeto História Viva”, uma das 30 metas do Programa Barreiras 2030

O Edital do “Projeto História Viva, Cidade do Futuro que preserva seu passado” deve ser lançado em outubro. Saiba mais sobre esse projeto!

Publicado

em

Na noite dessa quinta-feira (23), a Prefeitura de Barreiras realizou um evento para apresentar o “Projeto História Viva, Cidade do Futuro que preserva seu passado”, que executa a 23ª meta do Programa Barreiras 2030.

O evento aconteceu no Complexo Esportivo Deputado Luiz Braga, ao lado de um dos monumentos históricos da cidade de Barreiras, o antigo Matadouro, e contou com a presença do prefeito Zito Barbosa, do vice-prefeito, Emerson Cardoso, presidente da Câmara de Vereadores, Otoniel Teixeira.

O “Projeto História Viva, Cidade do Futuro que preserva seu passado” foi apresentado pelo vice-prefeito e secretário de Planejamento, Emerson Cardoso, que lembrou as histórias contadas na voz de quem viveu os áureos momentos da rica história da Capital do Oeste.

Assim, os presentes no evento puderam conhecer e recordar momentos históricos da cidade, além de entender o objetivo e de que forma esse projeto será executado.

O evento também contou com a presença de vereadores, secretários, empresários, engenheiros, arquitetos, artistas, representantes de universidades, da AIBA, além de dirigentes e representantes de diversas instituições e da sociedade civil organizada.

Como será executado o “Projeto História Viva, Cidade do Futuro que preserva seu passado” ?

A proposta do Projeto, que será desenvolvido com a intervenção da iniciativa privada, é restaurar prédios, monumentos históricos e espaços públicos, permitindo que os laços com a história de Barreiras se mantenham, valorizando ainda mais o sentimento de pertencimento de cada cidadão barreirense.

No Edital do Projeto serão apresentados cinco lotes que, inicialmente, contemplarão os seguintes monumentos: Ruínas do Antigo Matadouro, Usina Hidrelétrica Geraldo Rocha, antiga Delegacia de Barreiras, Rua Humaitá, Praça Dr. Augusto Torres, Praça Amphilophio Lopes e a Praça Duque de Caxias. 

O edital contendo as informações sobre o concurso para a seleção e premiação dos projetos arquitetônicos de restauro dos prédios, monumentos históricos e espaços públicos, deve ser publicado na primeira quinzena de outubro.

De acordo com a diretora de Cultura, Emília Moreno, haverá uma comissão técnica julgadora, que escolherá o projeto vencedor de cada lote. Além disso, todas as propostas que forem apresentadas receberão uma menção honrosa por ter participado e acreditado nesse projeto.

Barreiras Notícias - Fala Barreiras