Siga-nos

Agro

Potencial hídrico do oeste baiano é apresentado com o resultado da segunda etapa de pesquisa realizada na região

O trabalho de pesquisa vem realizando, desde 2016, levantamentos para quantificar a disponibilidade dos recursos do Sistema Aquífero Urucuia…

Publicado

em

Potencial Hídrico

Pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) apresentaram, durante uma videoconferência, na tarde da segunda-feira (21), os principais resultados da segunda etapa do Estudo do Potencial Hídrico do Oeste da Bahia. O trabalho de pesquisa vem realizando, desde 2016, levantamentos para quantificar a disponibilidade dos recursos do Sistema Aquífero Urucuia (SAU) e superficiais nas bacias dos rios Grande, Corrente e Carinhanha. Associados da Aiba e da Abapa, entidades parceiras da iniciativa, acompanharam a transmissão.

A região oeste da Bahia é uma das mais ativas fronteiras agrícolas do mundo, com cerca de 2,5 milhões de hectares em uso pelas atividades agrosilvopastoris. Cerca de 200 mil hectares são irrigados, o que corresponde a 8,0% do total. “A região tem potencial de aumento da produção agrícola irrigada, tanto na agricultura empresarial quanto na de pequena escala, sendo necessário que o crescimento ocorra em bases sustentáveis, garantindo à sociedade em geral e aos produtores que investem no sistema que este crescimento seja seguro do ponto de vista da disponibilidade e do uso compartilhado dos recursos hídricos”, afirmou Everardo Mantovani, coordenador geral do estudo.

Sobre a gestão dos recursos hídricos, a coordenação do estudo observa que o debate ainda é conduzido com grandes lacunas de informações, principalmente em nível estadual. “A análise da disponibilidade hídrica e a utilização para a produção de alimentos, fibras e agroenergia exige um diálogo amplo e com participação efetiva de todos os setores, uma vez que este assunto é de grande interesse da coletividade” disse Mantovani, durante a abertura da reunião.

“Nosso objetivo, com esse estudo, é quantificar os volumes de água, observar o quanto esse recurso vem sendo disputado, porque há mais de 20 anos vem sendo explorado, principalmente para a irrigação. Mas, a utilização dessa água deve ser feita de forma científica e ordenada. Tem que haver uma gestão, para que a gente não faça uso excessivo, e que o aquífero possa ser preservado para as gerações futuras”,

disse o professor da UFRJ e pesquisador do projeto, Gerson Cardoso da Silva Júnior.

A diretora de Meio Ambiente e Irrigação da Aiba, Alessandra Chaves, avaliou a apresentação como positiva, por oferecer a oportunidade para os agricultores se informarem sobre os resultados práticos do Projeto, que é de grande importância para a segurança hídrica na região. Segundo ela, o estudo vem colaborando de maneira significativa para ampliar o conhecimento sobre especificidades da região oeste da Bahia, considerando a disponibilidade hídrica regional, com destaque para o uso e ocupação do solo, carbono e governança, que são essenciais para o desenvolvimento regional.

O produtor rural Celestino Zanella exaltou os resultados apresentados. “Eu tenho acompanhado as medições que estão sendo feitas por meio dessa pesquisa e ficado cada vez mais feliz com a capacidade do nosso aquífero. Esses dados precisam estar cada vez mais disponíveis para toda a população, para que nós produtores rurais possamos saber exatamente como e onde podemos agir”, opinou Zanella.

Sistema OBahia
Na apresentação foram mostrados os detalhes da programação, análise dos treinamentos previstos e como funciona o Obahia, que é um Sistema de Inteligência Territorial e Hídrica para o Oeste da Bahia. Foi mostrada, também, uma atualização hidrogeológica para a obtenção de outorgas no estado da Bahia. Saiba mais em: http://obahia.dea.ufv.br/mfview/#/

Potencial Hídrico

Ascom Aiba

Governador da Bahia vai se reunir com Prefeitos da Região Oeste nesta segunda (24) para discutir balanço do decreto estadual

Seja integrante de nossos grupos de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 20
Falabarreiras Notícias 42
Falabarreiras Notícias 43

Barreiras Notícias - Fala Barreiras