Siga-nos

Bahia

Operação Policial destrói laboratório de drogas e apreende armas

Ação da Polícia Civil na Praia de Ipitanga e condomínio de Lauro de Freitas resulta em grandes apreensões

Publicado

em

OperaçãoPolicia

Material apreendido pela Polícia Civil da Bahia em operação contra laboratório de drogas na Praia de Ipitanga, evidenciando o compromisso contínuo com a segurança pública e o combate ao crime organizado | Foto: Xxxx

Em uma operação marcante para a segurança pública, a Polícia Civil da Bahia (PC-BA) desferiu um golpe certeiro no tráfico de drogas com a desarticulação de um laboratório de drogas na Praia de Ipitanga. Em uma coletiva de imprensa realizada na quarta-feira (22), o Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic) detalhou a operação, que não só interrompeu as atividades do laboratório montado em uma casa de veraneio, mas também resultou em apreensões impactantes em um condomínio de luxo no centro de Lauro de Freitas.

Descobertas e Apreensões: Um Arsenal no Paraíso

As equipes do Deic desvendaram e interromperam uma operação criminosa bem montada. No local, foram encontrados pacotes de maconha, tambores com um pó branco suspeito de ser cocaína, e um verdadeiro arsenal de mil munições para armamentos como fuzil 556 e pistolas de calibres variados. Além disso, R$ 3 mil em dinheiro, duas balanças de precisão e equipamentos para a produção e refino de drogas foram apreendidos, desmantelando uma cadeia de produção e distribuição de drogas que atuava em larga escala.

Ações Integradas e Resultados Expressivos

A operação não parou por aí. Em diligências subsequentes, a polícia fez mais descobertas em um endereço nobre, evidenciando a audácia dos criminosos em ocultar suas operações em meio ao luxo. Foram apreendidos dezenas de tabletes de maconha e réplicas de armas de fogo, totalizando 300 quilos de drogas e cerca de mil munições. Duas pessoas foram presas em posse de um veículo com suspeita de restrição de roubo, destacando a eficiência do trabalho de monitoramento e inteligência das equipes do Deic e da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos.

Estratégias e Continuidade das Investigações

Thomas Galdino, diretor do Deic, ressaltou a estratégia da quadrilha que utilizava veículos com restrição de furto e roubo para a distribuição de entorpecentes, revelando a complexidade das operações criminosas. O uso desses veículos em crimes diversos ilustra a multifaceted natureza do desafio enfrentado pela polícia. As investigações, segundo Galdino, seguirão em andamento, prometendo mais identificações e prisões no futuro.

Combate ao Crime: Uma Missão em Andamento

O titular da Delegacia de Repressão a Furto e Roubo de Veículos, Leandro Acácio, enfatizou o papel central dos veículos em crimes associados ao tráfico, incluindo o transporte e distribuição de drogas. As investigações, apoiadas pela Secretaria de Segurança Pública e incentivadas pela delegada-geral Heloísa Brito, bem como pelo diretor do Deic, refletem a determinação das autoridades em intensificar o combate a furtos e roubos de veículos, um componente chave na luta contra o crime organizado.

Este êxito recente segue o desdobramento de investigações anteriores que levaram à localização de um bunker de entorpecentes em um hotel de luxo de Salvador, resultando em uma apreensão de aproximadamente uma tonelada de drogas. Em pouco mais de um mês, a Polícia Civil acumulou um saldo de cerca de duas toneladas de drogas apreendidas e três laboratórios desarticulados, solidificando seu papel como guardiã da ordem e da segurança dos cidadãos baianos.

Osmar Ribeiro

Fala Barreiras