Siga-nos

Bahia

Chuvas no Oeste Baiano: R$21 Milhões em Ações

As Chuvas no Oeste Baiano geram medidas emergenciais e investimentos acima de R$ 21 milhões

Publicado

em

Chuvas no Oeste Baiano

Chuvas no Oeste Baiano: Resposta e Recuperação

Ajuda Chega a Muquém do São Francisco

Atingidos por fortes chuvas no final de janeiro, Muquém do São Francisco, Wanderley e Cotegipe receberam atenção especial do governo estadual. O governador Jerônimo Rodrigues, consciente da gravidade da situação, anunciou um pacote de medidas com orçamento superior a R$ 21 milhões. Em Muquém do São Francisco, o governador enfatizou a importância de ações rápidas para o escoamento da água e o reforço nas equipes de manutenção.

Investimento em Infraestrutura e Assistência Social

O governo não mediu esforços para restaurar a normalidade. Em infraestrutura, destacam-se a construção de pontes e a recuperação de vias internas. O tráfego interrompido pelo aumento do nível da água em afluentes do Rio São Francisco gerou a necessidade de intervenções urgentes. Ações de assistência social, incluindo a transferência de recursos financeiros e apoio às famílias desabrigadas, foram igualmente priorizadas, com o objetivo de aliviar o sofrimento dos afetados.

Chuvas no Oeste Baiano
Foto: Joá Souza/GOVBA

Recuperação de Wanderley e Cotegipe

Wanderley e Cotegipe também receberam atenção significativa. O governador visitou esses municípios, anunciando várias ações e entregas para auxiliar a população. Em Wanderley, a situação crítica levou à inclusão da cidade no decreto de emergência, estendendo-se a outros 20 municípios igualmente impactados. Além da assistência imediata, foram planejadas medidas de longo prazo para fortalecer a resiliência da região contra futuras catástrofes naturais.

Chuvas no Oeste Baiano
Foto: Joá Souza/GOVBA

Compromisso com a Recuperação e Resiliência

As Chuvas no Oeste Baiano evidenciaram a vulnerabilidade da região a desastres naturais. O compromisso do governo estadual com a recuperação e a resiliência é um passo vital para garantir que as comunidades afetadas não apenas se recuperem, mas também estejam melhor preparadas para enfrentar desafios futuros. A mobilização de recursos e a rápida resposta são um testemunho da solidariedade e da capacidade de recuperação do povo baiano.

Chuvas no Oeste Baiano
Foto: Joá Souza/GOVBA

Osmar Ribeiro

Fala Barreiras