Siga-nos

Agro

Declarado “estado de emergência” no oeste da Bahia em relação à lagarta Helicoverpa

Publicado

em

01O deputado federal Oziel Oliveira (PDT-BA), comemorou o anúncio feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Diário Oficial da União, da segunda-feira (04), declarando a região oeste da Bahia em “estado de emergência fitossanitária” em relação à praga da lagarta Helicoverpa.

O prazo de vigência do estado de emergência será de um ano. Isso significa que o governo estadual e federal, durante o período de emergência, podem adotar ações rápidas para combater o avanço da lagarta, minimizando os prejuízos dos produtores rurais da região, como a importação imediata de insumos agrícolas, desde que não causem danos ao meio ambiente e a saúde humana.

“Pragas como essas, podem causar graves pr ejuízos à sociedade, pois coloca em risco a segurança alimentar, além de elevar os índices de inflação por causa do aumento dos custos no combate as essas doenças. A lagarta já atingiu outras culturas como soja, milho e feijão. Portanto, com a declaração de estado de emergência na região oeste, todas as partes envolvidas, podem agir com mais rapidez, minimizando os prejuízos dos agricultores”, disse Oziel Oliveira.

A lagarta Helicoverpa já causou mais de 2 bilhões de reais em prejuízos na safra passada só no cultivo de algodão na região oeste.

Vale ressaltar que Oziel Oliveira articulou de diversas audiências, onde representou o oeste baiano e o Poder Legislativo junto ao Governo Federal para que o executivo incluísse no texto da Medida Provisória 619/13, emenda que tratou do tema, posteriormente, sancionado originando a Lei 12.873/2013.

Fonte: Assessoria de Imprensa do parlamentar

Osmar Ribeiro

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fala Barreiras