Siga-nos

Vida e Saúde

Terapia: entenda qual abordagem se encaixa melhor nas suas necessidades

O tratamento psicológico se divide em diversas categorias direcionadas para problemas específicos da mente

Publicado

em

Terapia: entenda qual abordagem se encaixa melhor nas suas necessidades

O termo “terapia” costuma ser utilizado de forma generalizada dentro de tratamentos psicológicos, mas, na prática, enquadra uma grande diversidade de abordagens e técnicas. Muitas pessoas procuram ajuda e acabam abandonando a ideia após não enxergarem progresso em sua situação, um erro que em sua maioria é ocasionado devido à escolha equivocada do tratamento.

Assim como nosso corpo pode desenvolver uma vasta infinidade de doenças em sistemas totalmente diferentes, a mente não fica longe dessa lógica. Existem muitas questões que podem ser abordadas e investigadas em um tratamento psicológico – mas, para isso, é essencial procurar um profissional que seja especializado na técnica correta.

Para isso, é importante entender quais são as principais abordagens e para quais problemas elas são indicadas. Confira:

Terapia comportamental

A terapia comportamental tem como foco analisar como um indivíduo age dentro do consultório e ouvir seus relatos sobre experiências do cotidiano para encontrar possíveis gatilhos que expliquem os motivos por trás de certos comportamentos. O objetivo é promover autoconhecimento e auxiliar a pessoa a superar essas dificuldades, com métodos que lidem diretamente com o centro do problema.

Existem duas abordagens principais qu e se encaixam na categoria: a análise de comportamento e terapia cognitivo comportamental (TCC)

. A metodologia é indicada para qualquer um que sinta que certos aspectos pessoais são limitadores e sufocantes, geralmente envolvendo situações que causem picos extremos de ansiedade ou estresse.

Terapia humano existencial

Essa modalidade é mais subjetiva e busca auxiliar os pacientes a encontrarem suas próprias respostas para questões complexas como o sentido da vida, suas próprias qualidades e fraquezas, etc. Apesar de existirem muitas abordagens relacionadas, o objetivo final é sempre o mesmo: promover reflexão e autoconhecimento.

Aqui podemos citar a terapia humanista, fenomenológica, Gestalt, psicodrama, logoterapia e muito mais. A abordagem é mais indicada para pessoas que estão passando pelas chamadas “crises existenciais”, quando a vida se torna vazia e perde o sentido para o indivíduo.

Terapia psicodinâmica

A terapia psicodinâmica é o modo mais tradicional e conhecido entre as pessoas, onde geralmente o indivíduo tem a liberdade de falar tudo que deseja sobre si e sua vida pessoal. O profissional apenas escuta e eventualmente faz algumas perguntas, buscando traçar relações entre os pontos que podem justificar a origem de certos bloqueios, traumas e angústias.

A psicanálise seria a metodologia padrão dessa abordagem, mas ainda existem outras como a Freudiana, a Junguiana e a Lacaniana. Sua indicação é mais generalizada e se expande para pessoas que estão se sentindo deprimidas ou desmotivadas com frequência, seja por questões relacionadas à saúde mental no trabalho, família, relacionamentos diversos, realizações pessoais, etc.