Siga-nos

Vida e Saúde

SAÚDE DO CORAÇÃO:
Hábitos saudáveis salvam vidas

Setembro vermelho alerta para a importância da prevenção e diagnóstico de doenças cardiovasculares…

Publicado

em

Saúde do Coração

Imagem meramente ilustrativa | Foto: Depositphotos

Conscientizar a população sobre os fatores de risco de doenças cardiovasculares é o objetivo da campanha Setembro Vermelho. “É muito mais fácil cuidar da saúde do que da doença. Estimular bons hábitos de saúde, como dieta balanceada, prática de atividades físicas de três a cinco vezes por semana, abandono do tabagismo, além de consultas regulares para avaliação médica é o melhor caminho para evitar doenças ligadas ao coração”, afirma a médica cardiologista do Sabin Medicina Diagnóstica, Ana Marice Ladeia.

Responsável por bombear sangue para as diversas partes do corpo, o coração é um músculo que, junto com os vasos sanguíneos (artérias e veias), forma o sistema cardiovascular. “Garantir o bom funcionamento deste órgão é vital para o ser humano. Anualmente, cerca de 400 mil pessoas morrem em decorrência de problemas cardiovasculares, isso corresponde a cerca de 30% dos óbitos registrados no país – segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). Por isso, prevenir o aparecimento dessas doenças é fundamental e salva milhares de vidas”, afirma a cardiologista.

Para ajudar na prevenção, a especialista explica que uma pessoa sem doença diagnosticada deve consultar o cardiologista uma vez por ano. Já aquelas com comorbidades, de duas a quatro vezes por ano. Segundo Ana Marice, a realização de consultas e exames específicos podem apontar o surgimento de doenças como hipertensão arterial, cardiopatia isquêmica, insuficiência cardíaca, fibrilação atrial e infarto agudo do miocárdio, grupo de doenças cardiovasculares com maior incidência na população.

Mas mesmo os problemas crônicos, como a hipertensão, podem ser evitados com hábitos saudáveis. “Após a avaliação clínica do paciente, o médico poderá solicitar alguns exames, como eletrocardiograma e teste ergométrico, além de verificação de gorduras e glicose no sangue, dentre outros marcadores de risco cardiovascular, para verificar a possível existência de problemas relacionados ao coração e aos vasos sanguíneos”, complementa.

As doenças cardiovasculares provocam sintomas desconfortáveis, como falta de ar, dor no peito ou inchaço no corpo, mas podem ser evitadas ou amenizadas com a adoção de comportamentos incorporados ao dia a dia. “O estresse comum aos dias de hoje pode afetar a saúde do coração, aumentando os batimentos cardíacos ou elevando a pressão arterial. Às vezes, pequenas atitudes como fazer uma refeição tranquila longe do celular, pode preservar a saúde do coração. Cuide da sua saúde”

, sugere a cardiologista.

Como se prevenir:
Para de fumar:
além de causar problemas respiratórios e oncológicos, o cigarro também é um dos responsáveis por potencializar os riscos de doenças no coração.

Perder peso: com o sobrepeso o coração fica mais espesso e precisa de mais força para bombear o sangue. Além disso, o acúmulo de gorduras provoca a obstrução das artérias, o que dificulta a passagem do sangue.

Fazer exercícios: a prática de atividades físicas melhora a saúde do coração e os vasos sanguíneos. Também ajuda na diminuição da glicose, risco de trombose e reduz a inflamação no sangue.

Reduzir o estresse: tentar controlar as situações de nervosismo e tensão no cotidiano.

Evitar açúcar: evite alimentos com alto teor de açúcar refinado, como bolos e outros doces.

Alimentar-se corretamente: dietas com baixo teor de gordura e alimentos naturais, como frutas, legumes e verduras, ajudam a evitar problemas como a alteração no nível do colesterol, que faz com que se formem placas de gordura nas artérias, o que pode provocar o endurecimento dos vasos (aterosclerose).

Fala Barreiras