Siga-nos

Vida e Saúde

Câncer de intestino é o 3º mais frequente no Brasil

Médicos estão preocupados com a redução de realização de exames de rastreamento, por conta da pandemia…

Publicado

em

Câncer de Intestino

O Dia Mundial do Câncer chama a atenção para as diferentes incidências e também aos sinais da doença | Foto: Reprodução Blog Dr. Fábio Lopes

Esta sexta-feira (4) é dedicada ao alerta para combate e prevenção ao câncer. O Dia Mundial do Câncer chama a atenção para as diferentes incidências e também aos sinais da doença para que as pessoas possam buscar um especialista o quanto antes. O câncer de intestino, por exemplo, é atualmente o 3º tipo mais frequente no Brasil.

A coloproctologista do Serviço Estadual de Oncologia (Cican), Glicia Abreu, reforça, no entanto, que o câncer do intestino é tratável e, na maioria dos casos, curável, ao ser detectado precocemente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos. Por isso, a importância de consultas periódicas ao médico para que, em caso de diagnóstico positivo, haja tempo suficiente para o tratamento efetivo.

Câncer de Intestino
Dra. Glicia Abreu, coloproctologista do Serviço Estadual de Oncologia (Cican) | Foto: Divulgação

Mas há um sentimento de preocupação entre os médicos especialistas, por conta do cenário de pandemia. “A pandemia está atrasando a realização desses exames de rastreamento, contribuindo para o aumento da taxa de câncer de intestino nos próximos anos e, consequentemente, das taxas de mortalidade relacionada a esse tumor”, alerta a médica.

Dra. Glicia destaca que é importante estar atento aos sinais. “Mudança no ritmo intestinal, com diarreia ou prisão de ventre, sangue nas fezes, dor abdominal, fezes em fita e perda de peso inexplicável são sintomas de alarme e que podem indicar que algo não vai bem com o intestino. Esse é um indicativo de que a pessoa deve procurar um médico para fazer uma avaliação”.

Por outro lado, a médica reitera que não é preciso esperar os sintomas para prevenir o câncer de intestino. “Para quem tem mais de 45 anos, é importante realizar exames de rastreamento, uma vez que grande parte dos tumores do intestino se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso”, explica.

Nesse sentido, Dra. Glicia Abreu afirma que as campanhas de rastreamento são fundamentais, pois têm por finalidade a detecção dessas lesões antes que virem câncer ou de câncer ainda no estágio inicial da doença.

Sobre o Dia Mundial do Câncer, a médica ressalta o alerta. “Embora tenhamos evoluído no diagnóstico e tratamento do câncer, ainda milhares de pessoas no mundo morrem devido a neoplasias malignas. Ter hábitos saudáveis, fazer consultas periódicas ao médico e, aos primeiros sinais, buscar um especialista contribuem para prevenção e também para o diagnóstico precoce, aumentando a chances de cura da doença”, conclui.

Visited 1 times, 1 visit(s) today