Siga-nos

Vida e Saúde

Apneia do sono: 3 dicas para amenizar o distúrbio e dormir melhor

Saiba como controlar os sintomas da apneia do sono e garantir um descanso mais revigorante durante a noite

Publicado

em

Apneia do sono

A apneia do sono é um distúrbio respiratório que causa interrupções repentinas na respiração enquanto a pessoa dorme, acontecendo várias vezes ao longo da noite e com durações variadas. Isso ocorre porque as vias aéreas superiores ficam temporariamente obstruídas, geralmente devido ao relaxamento dos músculos da garganta, impedindo que o ar chegue até os pulmões.

Uma pessoa que sofre de apneia não costuma ter um sono de qualidade. A característica mais comum do problema é o ronco, que em sua maioria é alto e persiste a noite toda (com breves interrupções quando o indivíduo para de respirar). Contudo, sempre que sua respiração é interrompida, o descanso acaba sendo comprometido, resultando em uma noite de sono pouco revigorante.

É muito comum que as pessoas que tenham apneia se sintam sonolentas a maior parte do dia – mesmo respeitando as oito horas de sono recomendadas. Por isso, os profissionais de saúde recomendam uma série de medidas para tentar controlar os sintomas e garantir um descanso mais proveitoso. Confira quais são as principais:

Durma de lado

A posição do sono é um fator determinante para quem sofre de apneia do sono. Dormir de barriga para cima pode agravar os sintomas, já que a língua fica mais relaxada e corre o risco de elevar a obstrução da passag em de ar. Por isso, a melhor alternativa é dormir sempre de lado.

Deitar de lado ajuda a manter as vias aéreas abertas, reduzindo os riscos de interrupções respiratórias e, consequentemente, o ronco. De acordo com algumas pesquisas, a posição também é a mais favorável em questões gerais de saúde, ajudando a prevenir a má digestão e a manter uma postura correta durante o sono.

Escolha acessórios adequados

Muito da qualidade do nosso sono é definido de acordo com os acessórios utilizados, indo da escolha do colchão para a do travesseiro. Existem diversos modelos de colchões no mercado, e cada um é direcionado para um tipo específico de pessoa, levando em consideração seu peso e altura.

Escolher um colchão inadequado pode causar desconforto durante a noite, levando o corpo a buscar novas posições e correndo o risco de dormir de barriga para cima inconscientemente. Além disso, a escolha do travesseiro também é igualmente importante, sendo necessário ser macio dentro de um limite apropriado para a coluna se manter reta.

Adote hábitos saudáveis

A dica final se direciona para a rotina em geral, que também pode causar impactos positivos ou negativos na qualidade do sono. Quem sofre de apneia tende a apresentar uma piora significativa dos sintomas, caso leve hábitos prejudiciais para a saúde, como tabagismo, alcoolismo e falta de exercícios físicos.

É essencial buscar ter uma vida saudável, evitando hábitos nocivos e praticando atividades físicas regularmente, no mínimo três vezes por semana. Não existe comprovação científica de que ter uma vida fisicamente ativa reduz a ação da apneia, mas já foi comprovado que colabora com um sono mais proveitoso e revigorante.