Siga-nos

Brasil

Chuva de granizo e vendaval provocam estragos em Curitiba

Publicado

em

Prédio da Assembleia Legislativa foi atingido, e parede de vidro destruída.
Defesa Civil atende ocorrências e não fez um levantamento dos prejuízos.

Uma chuva de granizo acompanhada de vendaval provocou estragos na região de Curitiba na tarde desta quinta-feira (3). De acordo com o Instituto Tecnológico Simepar, choveu 16,4 milímetros em aproximadamente 30 minutos – o que é considerado bastante para o intervalo de tempo. Além da chuva, que começou por volta das 16h, ventos de 64 km/h foram registrados na capital paranaense. Entretanto, antes das 16h, com base do radar meteorológico do Simepar, o estimado é de que o vento tenha superado a 80 km/h entre o Centro e as Mercês. Os bairros mais atingidos pela chuva foram Mercês, Centro Cívico, Vista Alegre, Centro e Alto da Glória.

Um dos locais atingidos foi a Assembleia Legislativa do Paraná, no Centro Cívico. Uma janela chegou a despencar. O jardim em frente ao prédio acumulou galhos das árvores. Os funcionários foram dispensados do expediente para que fosse possível fazer a limpeza do local.

No Terminal do Cabral, o telhado não aguentou a chuva. Os passageiros que aguardavam os ônibus tiveram que se espremer para não se molharem. A leitora Ingridi da Silveira, que ia para Colombo, registrou uma cachoeira formada na área de embraque. “Tirei a foto, porque é um terminal novo, teve a reforma no ano passado”, lembra.

A Rodoferroviária também foi atingida e parte do telhado caiu. Quatro carros foram atingidos, entre eles o da leitora Evelyn Jacob. “Eu já entrei em contato com os responsáveis para buscar indenização”, disse. Três pessoas tiveram ferimentos leves e foram atendidas no local por equipes da Defesa Civil.

A previsão do Simepar é de que a chuva continue na noite desta quinta-feira. “Não é chuva constante, ela vem em pancadas e fica intensa até a noite de hoje”, explicou a técnica em meteorologia do Simepar, Vanessa D’Avila. Ainda conforme a técnica, na sexta-feira (4) a chuva vai perder a intensidade e no sábado (5) e no domingo (6) não deve chover. A previsão para o fim de semana é apenas de nebulosidade.

Até o início da chuva na tarde desta quinta-feira, a temperatura em Curitiba era de 18ºC. Depois da pancada de chuva, os termômetros registraram uma queda de dois graus, ficando em 16ºC, de acordo com o Simepar. Na sexta-feira, a mínima será de 15ºC e a máxima de 20ºC. Já no fim de semana, as temperaturas devem diminuir – com mínima de 10ºC e máxima de 19ºC no sábado, e mínima de 9ºC e máxima de 21ºC no domingo.

O G1 entrou em contato com a Defesa Civil Estadual por volta das 17h desta quinta-feira, porém, não havia o número de ocorrências contabilizadas. A Defesa Civil apenas informou que há casos de quedas de árvore, postes e energia, além de destelhamentos. Às 19h, o balanço das ocorrências de chuva ainda não havia sido divulgado. Contudo, no mesmo horário, a Polícia Militar (PM) estava atendendo a 35 ocorrências relacionadas à chuva em Curitiba – sendo um destelhamento e 34 quedas de árvores. A primeira ocorrência foi registrada às 16h pela PM.

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) informou, às 15h, que 64 mil unidades consumidoras ficaram sem energia devido à chuva e ao vento nesta tarde de quinta-feira em 19 bairros de Curitiba e, também, em Campo Magro e São José dos Pinhais, na Região Metropolitana da capital paranaense. Setenta equipes da Copel estão nas ruas fazendo atendimentos para recuperar a rede elétrica. Ainda não há previsão de quanto tempo pode levar para recuperar totalmente o sistema de energia.

Às 18h, cerca de 49 mil unidades consumidoras permaneciam sem luz, sendo 38 mil apenas na capital. De acordo com a prefeitura, por volta das 20h, 250 semáforos estavam apagados ou com problemas.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fala Barreiras