Siga-nos

Bahia

Intolerância Religiosa: Ronda Omnira em ação

Combate à Intolerância Religiosa ganha força na Bahia com nova ronda policial e entrega de viaturas

Publicado

em

Intolerância Religiosa

Na última sexta-feira (19), um passo significativo foi dado na luta contra a Intolerância Religiosa na Bahia. O governador Jerônimo Rodrigues, juntamente com o vice-governador Geraldo Júnior, anunciou a criação da Ronda Omnira de Proteção à Liberdade Religiosa. Este movimento é uma resposta direta aos crescentes casos de desrespeito e violência motivados por diferenças religiosas no estado.

Ronda Omnira: Um Marco para a Liberdade Religiosa

A Ronda Omnira, cujo nome deriva do yorubá, significando liberdade, é mais do que uma patrulha. É um símbolo de proteção e respeito às diversas expressões de fé presentes na Bahia, especialmente aquelas ligadas aos terreiros de matriz africana. Com a entrega de duas novas viaturas, a Polícia Militar da Bahia reforça seu compromisso de garantir a segurança e o exercício pleno da liberdade religiosa.

Uma Resposta às Demandas da Comunidade

A criação da ronda e a entrega das viaturas não foram decisões isoladas. Elas representam o culminar de um diálogo constante entre o governo e os movimentos inter-religiosos. Durante a Sexta da Paz, evento que antecede o Dia Nacional d e Combate à Intolerância Religiosa

, essas vozes foram ouvidas e atendidas. O governador Jerônimo Rodrigues destacou a importância dessa interação: “A gente já vem dialogando com os movimentos inter-religiosos, e a pauta deles é muito justa. Entre as reivindicações, entregamos hoje essa ronda, que vai trabalhar contra qualquer tipo de Intolerância Religiosa, que é crime”.

Um Efetivo Especializado e Ecumênico

O trabalho da Ronda Omnira não será apenas reativo, mas também proativo e mediador. Um efetivo de 22 homens e mulheres da Polícia Militar da Bahia será dedicado a essa causa, promovendo não apenas a segurança, mas também o diálogo e o entendimento entre diferentes crenças. O comandante da PM baiana, coronel Paulo Coutinho, enfatizou a natureza ecumênica dessa iniciativa: “Vamos fazer o papel constitucional da Polícia Militar, de levar segurança, independente de credo em qualquer religião. Será um trabalho ecumênico”.

Sexta da Paz: Um Encontro pela Harmonia

A Sexta da Paz, realizada no Largo do Pelourinho, foi um prelúdio poderoso para essa iniciativa. Representantes de diversas religiões se reuniram, compartilharam suas vozes e reforçaram a necessidade de uma sociedade mais respeitosa e inclusiva. A titular da Sepromi, Ângela Guimarães, ressaltou a importância desse encontro: “Estamos realizando pela primeira vez esse evento, no qual a gente tem a oportunidade de reunir representantes de diversos segmentos para pedir paz, respeito a todos os espaços religiosos e denunciar os casos de intolerância e racismo religioso”.

Um testemunho do compromisso da Bahia com a liberdade, o respeito e a proteção de todas as formas de expressão religiosa. A Ronda Omnira de Proteção à Liberdade Religiosa é uma promessa de que a Intolerância Religiosa será enfrentada com a seriedade e o comprometimento que merece.

Osmar Ribeiro

Fala Barreiras