Siga-nos

Agro

Feira da Agricultura Familiar será palco do 1º Festival de Samba de Roda da Bahia

E o Samba será homenageado na 14ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que acontece de 13 a 17 de dezembro

Publicado

em

Agricultura Familiar

Neste sábado, dia 2 de dezembro, o Brasil celebra o Dia Nacional do Samba, um ritmo que, além de representar a alegria do povo brasileiro, também é parte integrante da cultura da Bahia. E o Samba será homenageado na 14ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária, que acontece de 13 a 17 de dezembro, no Parque Costa Azul, em Salvador, com a realização do 1º Festival de Samba de Roda da Bahia.

O festival abrirá a programação musical da 14ª Feira e prestará uma homenagem póstuma à líder quilombola Mãe Bernadete Pacífico, do Quilombo Pitanga dos Palmares.

Jurandir Pacífico, gestor cultural e filho de Mãe Bernadete, lidera a homenagem. Ele destaca o legado de sua mãe. “Minha mãe fez parte de todas as edições da Feira Baiana. E, neste ano, vamos fazer uma homenagem a ela com o 1º Festival de Samba de Roda Mãe Bernadete, que vamos levar para todo o Brasil. O legado continua”.

O evento contará com apresentações dos grupos Viola do Quilombo, Bicho da Cana e Quixabeira da Matinha, proporcionando uma experiência autêntica de samba de roda.

Para Duda Moreno, do Grupo Quixabeira da Matinha, será um grande encontro de samba de roda. “Vai ter samba até Maria chegar da lenha, porque se a lenha tiver verde, vocês vão sambar até a lenha secar”, afirmou com empolgação.

Pelo palco da 14ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária passarão ainda nomes como os cantores Jau e Adelmario Coelho, a contora Clariana, as bandas Negra Cor (Adelmo Casé), Samba das Pretas e Anarkas, além dos cantores regionais Wilson Aragão, Gereba, Paulo Jequié e Cescé Amorim e a atração infantil Pé de Lata.

A Feira, que é genuinamente baiana e já faz parte do calendário dos eventos do estado, é o maior evento do Brasil no segmento da agricultura familiar e se destaca como um espaço de promoção da agricultura familiar, da economia solidária e da cultura do nosso estado.

Estrutura

Serão 27 Armazéns Territoriais, espaços de comercialização de mais de 3.000 mil produtos de diversas regiões do estado. As comunidades Quilombolas e os Povos Indígenas também terão espaço reservado, com duas tendas que trarão uma riqueza de suas culturas e tradições diretamente para o público.

Neste ano, o evento traz uma atração inovadora: a Tenda Brasil. Esse espaço será um destaque da feira, onde produtos de 32 empreendimentos de diversas regiões do país serão expostos e comercializados. Mas as novidades não param por aí. Tem também espaços inéditos, como a Tenda do Artesanato e a 1ª Feira Agroecológica da Bahia.

Os visitantes da Praça Gastronômica terão uma experiência culinária ainda mais enriquecedora, com uma variedade de estabelecimentos e um cardápio diversificado, com destaque especial para o Restaurante do Empório da Agricultura Familiar, que tem sua sede no Mercado do Rio Vermelho, em Salvador. O evento contar ainda com espaços já consagrados pelo público, como o do Chopp e Cerveja de Licuri, de Cacau, de Umbu, de Caju, Drinques de Café, Cachaçaria e Tapiocaria.

A 14ª Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária é uma iniciativa do Governo do Estado da Bahia, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes-Bahia), com apoio da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM) e do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA).

Silvia Costa | Assessoria de Comunicação da CAR

Osmar Ribeiro

Fala Barreiras