Siga-nos

Barreiras

Encontro de enfermeiros e médicos discute a Sífilis Gestacional e Congênita em Barreiras

Profissionais da saúde se atualizam sobre casos e tratamento de Sífilis Gestacional e Congênita no município

Publicado

em

Encontro de enfermeiros e médicos

Auditório lotado em Barreiras durante o encontro de enfermeiros e médicos voltado para discussões sobre a Sífilis Gestacional e Congênita | Foto: Dircom Barreiras

O Centro de Atendimento à Mulher (CAM) em Barreiras, Oeste da Bahia, promoveu, na segunda-feira (23), um encontro de enfermeiros e médicos da rede municipal com o intuito de debater a Sífilis Gestacional e a Sífilis Congênita. A iniciativa objetivou orientar e atualizar os profissionais sobre a situação destas doenças no município.

Isabele Lucena, médica infectologista, falou sobre os casos recentes dessas infecções em Barreiras. Ela ressaltou que a sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável, causada pela bactéria Treponema Pallidum. A transmissão pode ocorrer através de relações sexuais sem proteção ou transfusão de sangue. Já a Sífilis Congênita é transmitida de mãe para filho durante a gestação ou parto.

A enfermeira Thiare Cordeiro apresentou os dados epidemiológicos locais, com o suporte da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde. No evento, a enfermeira Merelle Oliveira também abordou o Pré-Natal de Alto Risco (PNAR) e o fluxograma de acompanhamento.

A coordenadora do CAM, Emanuela Oliveira, enfatizou que o evento visou sobretudo os profissionais recém-integrados à rede de saúde municipal. Um segundo encontro está programado para novembro, expandindo a discussão para outras equipes da saúde da cidade.

Encontro de enfermeiros e médicos

Celebrando o Dia Nacional de Combate à Sífilis e Sífilis Congênita, ocorrido em 19 de outubro, o encontro serviu também para acolher e guiar os novos profissionais. “O acolhimento e atendimento dos pacientes acometidos por essa doença foi o foco. Agradeço a colaboração de todos os profissionais envolvidos que abordaram o tema de maneira didática”, concluiu Emanuela.

Da redação do Portal Falabarreiras com informações da Dircom Barreiras

Visited 1 times, 1 visit(s) today