Siga-nos

Viral

O que fazer com R$ 86.400,00 por dia?

Você poderá gastar como quiser, com uma única regra: não é permitido transferir o saldo para o dia seguinte, nem para ninguém gastar por você…

Publicado

em

Inspirações do Zeppa

João recebeu a visita de um mago, que lhe disse: a cada manhã, você acordará com um saldo de R$ 86.400,00. Você poderá gastar como quiser, com uma única regra: não é permitido transferir o saldo para o dia seguinte, nem para ninguém gastar por você. Só você terá o direito de gozar desse recurso.

Todas as noites, o saldo de João era zerado, mesmo que ele não tivesse conseguido gastar tudo ao longo do dia. João gastava tudo… mas, diante da abundância do recurso, começou a desperdiçar muito do que tinha com coisas inúteis, que não o faziam crescer, que não traziam felicidade a ele.

Chegou ao ponto de se ver sentado no sofá de casa, desanimado, assistindo TV, jogando moedas pela janela… E, como ninguém poderia usá-las, essas moedas evaporavam…

Texto extraído da Internet de autoria desconhecida

Você é milionário e não sabe!

Achou absurda a história acima?

Todos nós somos “clientes” desse “banco” da estória acima. Um banco chamado “relógio”, cujo recurso distribuído chama-se “tempo”.

Todas as manhãs, são creditados para cada um de nós 86.400 segundos. Todas as noites, o saldo é debitado como perda. Não é permitido acumular este saldo para o dia seguinte. Todas as manhãs, sua conta é reinicializada, e todas as noites as sobras do dia evaporam. Não há volta.

Você, Bill Gates, Cristiano Ronaldo, Beyoncé – não importa. Todos os 8 bilhões de habitantes dessa terra tem as mesmas 24 horas por dia para serem gastas. A diferença entre uma pessoa bem sucedida e uma mal sucedida é o como elas usufruem dos recursos que elas já possuem – dentre eles, o tempo.

O relógio está correndo, as “moedas” estão sendo distribuídas. O que você vai fazer com elas?

Invista cada segundo em seu crescimento pessoal (social, familiar, amoroso, profissional, financeiro, intelectual) e/ou para o desenvolvimento do universo onde você vive (sua casa, seu bairro, sua cidade, país ou mundo). Não deixe só o tempo passar…

Coloque um “despertador” em seu celular para que ele toque em alguns horários aleatórios durante o dia (sugiro uns 5 ou 6 horários por dia). Quando o despertador soar, faça a seguinte pergunta: “neste momento estou INVESTINDO o meu tempo ou estou só deixando ele PASSAR?”

Li isso na Internet e gostei muito:

* Para você perceber o valor de “um ano”, pergunte a um estudante que repetiu a série.

* Para você perceber o valor de “um mês”, questione uma mãe que teve seu bebê prematuramente.

* Para você perceber o valor de “uma semana”, converse com um editor de um jornal semanal.

* Para você perceber o valor de “uma hora”, observe aos amantes que estão esperando para se encontrar.

* Para você perceber o valor de “um minuto”, pergunte a uma pessoa que perdeu um trem.

* Para você perceber o valor de “um segundo”, pergunte a uma pessoa que conseguiu evitar um acidente.

* Para você perceber o valor de “um milésimo de segundo”, fale com quem ganhou a medalha de prata em uma olimpíada.

E já que o FUTURO é incerto e o PASSADO não se recupera, vamos aproveitar o PRESENTE!

E então? O que você faz com seus 86.400 segundos diariamente? Gaste um segundinho hoje compartilhando esse post!

Abraços inspiradores, beijos “realizavelMente” cheios de atitude!

De seu amigo, ZEPPA. (Marcio Zeppelini é empresário, empreendedor social, presidente da Rede Filantropia, diretor executivo da Zeppelini Publishers e palestrante inspiracional).

Fala Barreiras