Siga-nos

Vida e Saúde

Os benefícios da batata doce na dieta

Publicado

em

Por: Michelle Franzoni

01Muitos de vocês já ouviram falar que a batata doce é a queridinha das dietas dos atletas, principalmente dos fisiculturistas, certo?

Mas o porque disso, a maioria não sabe.

Então hoje vamos falar desse tubérculo nutritivo e de sabor adocicado tão importante para a manutenção, como para o ganho de massa magra.

O principal sucesso da batata doce está relacionado ao seu índice glicêmico (IG). Quando comparada com a batata inglesa, esse carboidrato apresenta IG menor, e isso a faz especial para ser consumida durante todo o dia, principalmente antes do treino, mas não exatamente após. Ficou confuso?

Vamos lá! Indíce glicêmico é uma grandeza que reflete a velocidade em que a glicemia aumenta no sangue. Dessa forma. quanto maior o IG de um alimento, mais rápido ele é absorvido ma forma de glicose, aumentando a glicemia.

E quando precisamos de rápida absorção? Apenas no póstreino imediato, onde é preciso repor a energia gasta durante os exercícios. Exatamente aí comemos alimentos com alto IG combinado com uma fonte de proteína. Em qualquer outra hora do dia, quanto menor o IG do alimento, mais lentamente ele será absorvido e menos picos de glicemia teremos no organismo. Então, alimentos com baixo IG são excelentes para serem consumidos no pré treino.

Além disso, a batata doce é rica em vitamina A, B e sais minerais como como cálcio, ferro, potássio, fósforo e fibras.

02

Agora, vamos ser sensatos. Você é atleta profissional? Compete? Eu não. Então a batata doce não é a minha única fonte de carobidrato no dia. Ela entra na dieta como os demais alimentos, com equilibrio e prazer, né! 🙂

Vamos comparar as batatas!

Dá pra perceber que ela é mais calórica que a batata normal, certo? Mas também sacia mais! Então o importante é inseri-la na sua dieta de acordo com as calorias necessárias.

Essa gostosura tem vários tipos. A que tenho encontrado aqui creio ser a branca e sua cor se parece com a inglesa. São elas:

Branca – também conhecida como angola ou terra-nova, é menos doce e mais seca que as demais.

Amarela – apresenta um grau de doçura superior à branca.

Roxa – de polpa e casca arroxeadas, é bastante usada para fazer doces e compotas

Avermelhada – conhecida como coração-magoado no nordeste, sua polpa é amarelada e apresenta veios roxos ou avermelhados.

Laranja – comum nos Estados Unidos e na Europa.

E agora sabendo de tudo isso, se você quiser inserir na sua dieta a rainha dos marombas, pode prepara-la da mesma forma que a batata inglesa. Cozida em água, assada no forno, e também fazer purê.

Fonte: http://blogdamimis.com.br/

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fala Barreiras