Siga-nos

Vida e Saúde

Ortodontia preventiva: saiba a importância

O tratamento tem sido procurado por adultos, pois, além da preocupação com a aparência do sorriso, a má formação dos ossos e das estruturas orais pode causar problemas…

Publicado

em

Ortodontia Preventiva

A recomendação geral é que todos os pacientes realizem consultas periódicas com um dentista para efetuar a profilaxia e evitar o aparecimento de doenças bucais. Contudo, outras avaliações podem ser necessárias e, nesse sentido, a ortodontia preventiva promete fazer o mesmo com as estruturas dentais.

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde em 2016, cerca de 35% dos brasileiros precisavam realizar a correção ortodôntica por meio do uso do aparelho de dente. Sendo que até 50% dos pacientes, que já utilizavam o acessório, tinham mais de 30 anos.

Esse tratamento tem sido tão procurado por adultos, pois, além da preocupação com a aparência do sorriso – que tem feito muitos brasileiros procurar os procedimentos cosméticos, como o clareamento dental –, a má formação dos ossos e das estruturas orais pode causar problemas como:

• Sobrecarga e disfunções da articulação temporomandibular (ATM);
• Maior incidência de doenças bucais, como a cárie e a periodontia;
• Dificuldade com a mastigação;
• Dores crônicas na cabeça e na região do pescoço;
• Alteração no crescimento, entre outros.

Por isso, o cuidado com a formação dentária se faz tão fundamental para a saúde e bem-estar do paciente quanto a prevenção das ações bacterianas que causam as doenças mais conhecidas.

O que é a ortodontia preventiva?

Nos últimos tempos, uma das perguntas mais ouvidas pelos dentistas tem sido: “quanto custa um clareamento dental?”. Isso porque a procura pelos procedimentos cosméticos cresceu mais de 300% em três anos.

Contudo, a reparação estética pode não ser o suficiente para cobrir grandes problemas estruturais que tenham origem genética ou que podem ter sido adquiridos com os maus hábitos da primeira infância – como o uso de chupetas e de mamadeiras.

Na realidade, esses problemas são completamente evitáveis por meio da ortodontia preventiva.

Na prática, essa especialidade visa impedir a má movimentação dentária, que provoca a formação do encaixe inadequado da mordida e precisa ser corrigida com o aparelho invisível.

Assim, esses procedimentos promovem o alinhamento dental e diminuem a necessidade de realizar a extração dentária, o desgaste das estruturas dentais, cirurgia corretiva da má oclusão e até o uso do aparelho fixo em períodos mais longos.

Problemas corrigidos pela Ortodontia Preventiva

Deste modo, quando o acompanhamento odontológico é feito com periodicidade desde a primeira infância, por exemplo, o dentista pediatra pode acompanhar o nascimento de todos os dentes fazendo as correções necessárias para que eles ocupem a posição correta.

Essas intervenções são realizadas com o auxílio de um aparelho dental invisível móvel, que ajuda a manter o espaçamento entre os dentes das crianças, ou, dependendo do caso, expandindo o palato para evitar o apinhamento dentário.

Quem deve fazer esse tipo de tratamento?

Quanto mais cedo o acompanhamento odontológico e ortodôntico for iniciado, mais fácil será a realização das correções e movimentações necessárias.

Isso porque, com a examinação constante, o médico pode identificar os padrões de movimentação e agir precocemente.

Assim, é recomendado que o tratamento seja iniciado aos quatro anos de idade e prolongado até os 12 ou 16 anos, quando a formação ósseo-facial é completada.

Contudo, o ideal é que o acompanhamento odontológico comece junto com o nascimento dos primeiros dentes.

Isso porque o uso de chupetas, o hábito de chupar o dedo e a amamentação por mamadeira podem causar deformações nos dentes – como a mordida cruzada, a mordida aberta e o mau posicionamento do maxilar.

Desta forma, o profissional pode fazer as recomendações necessárias de quando é melhor ajudar a criança a abandonar esses hábitos e quando dar mais atenção a certas situações, como a alimentação rica em fast food que prejudica a esfoliação dentária.

Quais são as principais vantagens?

Além da redução de custos com tratamentos complexos durante a adolescência ou a necessidade da aplicação de algum tratamento mais invasivo durante a vida adulta, fazer o tratamento preventivo pode trazer muitos benefícios para a saúde dos pacientes.

Esse acompanhamento impede o desenvolvimento de problemas com a fala, deglutição e a respiração, impede o deslocamento do maxilar e da mandíbula, auxilia com a aparência geral do sorriso e previne as oclusões inadequadas.

Mas para que tudo isso seja possível, é fundamental garantir que o profissional seja qualificado, experiente na área e tenha boas referências.

Assim, no futuro, a realização de tratamentos como a colocação de lente de contato dental ocorrerá apenas por desejo, e não exclusivamente por necessidade.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Seja integrante de nossos grupos de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 20
Falabarreiras Notícias 42
Falabarreiras Notícias 43

Barreiras Notícias - Fala Barreiras