Siga-nos

Covid-19

Vacina russa Sputnik V: Resultados sobre a eficácia da vacina são divulgados

Os resultados preliminares sobre a última fase de testes da vacina russa foram publicados na revista científica The Lancet…

Publicado

em

Vacina Russa Sputnik V

Os resultados preliminares sobre a última fase de testes da vacina russa Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, foram divulgados nesta terça-feira (1) na revista The Lancet, uma das publicações científicas mais respeitadas do planeta.

De acordo com o estudo, a vacina teve eficácia de 91,6% contra a COVID-19. Isso significa que o imunizante foi capaz de diminuir em 91,6% os casos de contaminação por coronavírus no grupo vacinado. Já a eficácia contra os casos mais graves da doença foi de 100%.

A vacina russa Sputnik V também se mostrou eficaz para os idosos com mais de 60 anos. Nessa faixa etária, a eficácia foi de 91,8%.

O estudo foi realizado com 19.866 voluntários. A pesquisa continua em andamento e, ao todo, conta com a participação de 40 mil participantes, que seguem sendo monitorados.

Vale ressaltar que a vacina russa Sputnik V é a quarta a ter resultados publicados numa revista científica. Isso é importante, uma vez que a publicação só ocorre após outros cientistas e pesquisadores realizarem a revisão dos dados.

Além desse imunizante, as vacinas desenvolvidas pela Pfizer em parceria com a BioNTech, pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca, e pelo laboratório Moderna, também tiveram seus resultados publicados.

O Governo da Bahia entrou com uma ação no Superior Tribunal da Justiça pedindo autorização para importar e distribuir vacinas contra COVID-19 sem registro na Anvisa, desde que esses imunizantes tenham sido registrados em alguma Agência Reguladora Regional de Referência.

Dessa forma, a vacina russa Sputnik V, que já é utilizada na Rússia e na Argentina, poderia ser usada na campanha de vacinação da Bahia.

Seja integrante de nosso grupo de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 42

Fala Barreiras