Siga-nos

Covid-19

Espanha, um milhão de contaminados e toque de recolher

Ministro da Saúde, Salvador Illa e governadores decidem o toque de recolher

Publicado

em

Sandra Cristina, correspondente na Espanha

Hoje, quinta-feira (22 de outubro), o Ministério da Saúde da Espanha e os governos dos Estados vão decidir sobre o sinal do Conselho Internacional sobre novas medidas para parar a pandemia do coronavírus na Espanha que já atinge mais de um milhão de contaminados. O toque de Recolher e o fechamento de bares, restaurantes, discotecas e todos os tipos de ócio a partir das 22 horas, são algumas das medidas que poderiam aplicar-se em todo o território depois que a Espanha ter sido o primeiro país da União Europeia a ultrapassar um milhão de contágios por Covid-19.

Até então, os estados e municípios seguem aplicando restrições públicas e privadas de forma individual. A última, em Galícia, que já limitou as reuniões públicas e privadas para tão somente 5 pessoas através de uma ordem do Diário Oficial de Galícia que durará 14 dias e depois disso sofrerá uma revisão para saber a evolução do coronavírus. Galícia detecta outros 461 positivos nas últimas 24 horas

, o que preocupa e muito as autoridades políticas e sanitárias.

Já na Catalunha, 214 mil e 425 casos confirmados nas últimas horas onde já se contabiliza 2.128 grupos de estudantes confinados e uma escola fechada por completo.

Com praticamente todo o país já contaminado nessa segunda onda de contágios, o total de diagnosticados por covid-19 no país soma nas últimas 24 horas, 1.005.295 pessoas.

Assim mesmo, o departamento que dirige o Ministro da Saúde, Salvador Illa, tem dado conta de 156 falecidos mais 575 nos últimos sete dias. Portanto, a cifra global de falecidos por coronavírus na Espanha está situada em 34.366 pessoas.

Seja integrante de nossos grupos de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 01
Falabarreiras Notícias 02
Falabarreiras Notícias 20