Siga-nos

Vida e Saúde

Contrariando orientação do Ministério da Saúde, SP utiliza CoronaVac para terceira dose

O objetivo dessa dose de reforço é aumentar o sistema de defesas de aproximadamente 7,2 milhões de pessoas em todo o estado…

Publicado

em

Coronavac

Com o surgimento da variante Delta e até mesmo o registro de alguns casos da variante gama do Coronavírus (Sars-CoV-2), o Governo de São Paulo, divulgou na quarta-feira (1º), o calendário oficial da terceira dose da vacina contra a COVID-19 para todo o estado.

Até o momento, a imunização de reforço no combate ao coronavírus (SARS-CoV-2) vai se concentrar nas pessoas com mais de 60 anos, além de pacientes imunossuprimidos. Na segunda-feira (06), teve início a nova campanha, inicialmente de forma escalonada, e será utilizada a CoronaVac.

O objetivo dessa dose de reforço é aumentar o sistema de defesas de aproximadamente 7,2 milhões de pessoas em todo o estado. A condição para receber a terceira dose, é ter completado o ciclo vacinal há pelo menos seis meses. Para os imunossuprimidos é preciso ter sido vacinado com a segunda dose ou dose única há pelo menos 28 dias.

De acordo com a Secretária de Saúde estadual, entende-se como imunossuprimido aquelas pessoas que têm um elevado nível de imunossupressão, a saber transplantadas, pacientes em hemodiálise, quimioterapia ou com HIV, por exemplo.

Veja as etapas de vacinação já divulgadas para o estado de São Paulo:

Entre os dias 6 e 12 de setembro, quem tem 90 anos ou mais poderá receber a dose extra. A expectativa é que 148,7 mil pessoas sejam imunizadas;

Entre 13 e 19 de setembro, a dose extra abrangerá a faixa etária de 85 a 89 anos. No total, devem ser alcançados mais 231,7 mil idosos;

Entre os dias 20 e 26, as doses estarão disponíveis as doses de reforço para os que têm de 80 a 84 anos. Nesse momento, serão inclusos os adultos imunossuprimidos. Juntos, estes grupos devem totalizar 280 mil pessoas;

Entre os dias 27 de setembro e 3 de outubro, serão contempladas 242,8 mil pessoas na faixa de 70 a 79 anos;

Entre os dias 4 e 10 de outubro, serão imunizados os idosos de 60 a 69 anos, totalizando mais 103,9 mil imunizados.

Governo de SP vai utilizar a Coronavac para terceira dose

Contrariando uma orientação do Ministério da Saúde, a imunização na capita e no interior de São Paulo vai utilizar todos os imunizantes que estão sendo aplicados no Brasil, incluindo a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Sobre a dose de reforço, o Ministério da Saúde já havia divulgado que, preferencialmente, deveria ser utilizado, como a terceira dose é da Pfizer/BioNTech.

“Na falta desse imunizante, a alternativa deverá ser feita com as vacinas de vetor viral, Janssen ou Astazeneca [Oxford/Fiocruz]”, ressalta.

Barreiras Notícias - Fala Barreiras