Siga-nos

Tecnologia

WHATSAPP
Crescem os golpes no aplicativo e insegurança digital assusta usuários

Especialista em crimes digitais, o advogado Leonardo Britto orienta como proceder para não se tornar mais uma vítima…

Publicado

em

WhatsApp

Mesmo configurado como crime digital pela lei 14.155/2021, a clonagem de contas no WhatsApp é uma prática que segue crescendo. Em setembro de 2020, a empresa de segurança virtual PSafe mostrou que, por dia, mais de 12 mil contas de brasileiros estavam sendo clonadas no aplicativo.

Atento ao crescimento de golpes aplicados na plataforma, o advogado especialista em Crimes Virtuais e Cibernéticos, Leonardo Britto, fala quais cuidados devem ser tomados para se proteger.

“O usuário deve ficar atento e nunca repassar qualquer código recebido por mensagem de texto a terceiros, pois é por meio deles que os criminosos conseguem clonar as contas e ter acesso às conversas e contatos”, alerta.

É importante que o usuário vítima do golpe registre um boletim de ocorrência e avise aos amigos e familiares do ocorrido, para evitar a extorsão por parte d os invasores. Caso haja envio de dinheiro para os criminosos, o primeiro passo para tentar reaver a quantia é entrar rapidamente em contato com as instituições financeiras de envio e destino do dinheiro, e seguir as instruções passadas.

WhatsApp
Leonardo Britto, advogado especialista em Crimes Virtuais e Cibernéticos | Foto: Divulgação

Ainda como forma de proteção contra os golpes, Leonardo Britto explica a necessidade em ativar a verificação em duas etapas no aplicativo, esse recurso cria uma ‘barreira’ no acesso quando um ciber-criminoso tentar entrar na conta por outro dispositivo.“Essa segunda verificação cria uma senha de autenticação no WhatsApp, garantindo maior segurança. Assim como outros códigos elas não devem ser repassadas para terceiros”, conclui.

Fala Barreiras