Siga-nos

Tecnologia

Vale a pena consertar produtos eletrônicos?

Publicado

em

produtos eletrônicos

Os produtos eletrônicos fazem parte do dia a dia das pessoas, mas quando apresentam algum problema, as pessoas não sabem se vale a pena consertar ou comprar um modelo novo.

Só que mesmo quando o orçamento está apertado e comprar um produto seja algo um pouco distante da realidade, é fundamental fazer as contas para saber se a manutenção é realmente mais vantajosa.

Algumas pessoas têm a impressão de que tudo o que era fabricado antigamente durava muito mais do que as coisas fabricadas hoje em dia. Realmente, existem muitas marcas que vendem produtos de baixa qualidade no mercado.

Geralmente, elas possuem uma mão de obra de países como a China, que trabalham em grandes escalas e não cuidam muito bem da qualidade do que é produzido.

No entanto, outros produtos com durabilidade maior simplesmente acabam quebrando antes do tempo. Isso é muito comum quando a pessoa não leu o manual de instruções ou não usou a mercadoria como deveria.

O fato é que existem duas opções, consertar ou comprar outro, por isso, este artigo vai ensinar a calcular se vale a pena comprar ou consertar, mostrar se vale a pena o conserto de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos e dar algumas dicas para preservá-los.

Como calcular se vale a pena comprar ou consertar?

Para fazer esse cálculo, primeiro é necessário considerar a idade do eletrodoméstico e seu consumo de energia. A cada 5 anos, surgem novos produtos no mercado que são capazes de reduzir em 10% o consumo de eletricidade.

Uma geladeira fabricada em 2014 consome 10% mais energia do que uma geladeira fabricada este ano e isso representa uma economia considerável na conta de luz.

Assim como existe uma empresa especializada em consultoria em segurança do trabalho e meio ambiente, existem aquelas especializadas no conserto de eletrodomésticos, mas insistir em um aparelho muito antigo aumenta a conta de luz.

O consumidor precisa pensar na vida útil que o novo eletrodoméstico terá, depois, deve fazer o orçamento do conserto do equipamento estragado e multiplicar pelo número de anos que o novo duraria.

Se o valor for maior do que o preço do produto novo, é melhor comprar do que consertar. Também é necessário considerar o tempo que o eletrodoméstico possui, pois um aparelho que tenha duração de 15 anos e estrague depois de 12 não deve ser consertado.

É indicado que o valor do conserto nunca ultrapasse 30% do valor de um eletrodoméstico novo, pois caso isso aconteça, também é ideal comprar.

Mesmo com redução no consumo de energia, é importante lembrar que os eletrodomésticos novos têm menos resistência do que os antigos, e isso acontece porque as marcas criam a obsolescência programada.

É uma forma de fazer com que a duração não seja tão grande e de estimular o consumidor a comprar mais vezes. Mas isso não acontece com todas as empresas, por isso, primeiro é importante pesquisar sobre a reputação da marca.

Assim como uma confecção de uniforme de padaria masculino oferece produtos de qualidade maior do que seu concorrente, os fabricantes de eletrodoméstico também se diferenciam dessa forma.

Por isso, é importante pesquisar qual é o preço de manutenção da marca e se é fácil repor as peças, além da garantia necessária oferecida por ela.

O usuário também precisa fazer sua parte e ter cuidado com os eletrodomésticos para que eles não estraguem tão rápido. Tudo isso deve ser colocado na balança para entender se a melhor opção é comprar ou consertar.

É vantajoso reparar produtos eletrônicos?

De acordo com a pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas, o preço dos eletrodomésticos e eletroeletrônicos diminuíram cerca de 17% e o valor cobrado pelo conserto aumentou 52%.

O consumidor não pensa duas vezes antes de comprar um equipamento novo quando encontra algum tipo de avaria por conta do uso diário. Só que, de acordo com especialistas, trocar nem sempre é a melhor opção

Por exemplo, vale muito mais a pena comprar teclado externo para notebook do que trocar a máquina toda por conta de um problema nas teclas. Isso é ainda mais viável para pessoas que estão com o orçamento apertado.

Além do mais, é sempre bom lembrar que o consumismo gera impactos negativos no meio ambiente por conta do excesso de descarte de equipamentos.

Mesmo diante de tantas mudanças econômicas, 80% dos consertos costumam ser metade do valor de um aparelho novo. Para tirar a prova, vale a pena fazer um orçamento antes de ir até uma loja comprar um produto novo.

Equipamentos mais antigos costumam apresentar falhas depois de 5 anos de uso, agora, os mais modernos, podem dar problema a partir dos 2 anos.

O usuário pode optar por fazer a troca de algumas peças desgastadas e usar o produto normalmente, um tipo de reparo muito frequente nas assistências técnicas.

Procurar uma empresa de conserto máquina lavar roupa Brastemp

vale muito mais a pena do que comprar uma máquina nova, uma vez que dificilmente o conserto supera o valor desse equipamento que costuma ser um dos mais caros.

Quando o aparelho é muito antigo, vale a pena conversar com o técnico para saber se é possível fazer reposição de peças e em quanto tempo o equipamento será arrumado.

Quando ocorre algum atraso no conserto, é porque as peças de reposição estão vindo do próprio fabricante, por isso, algumas assistências podem ter problemas na hora de cumprir o prazo combinado.

É importante lembrar que existem alguns fatores que encarecem a mão de obra, como no caso de uma geladeira que precisa ser levada para o local de concerto, assim como máquinas de lavar e fogões.

Se uma assistência técnica iMac apple tiver muita dificuldade para encontrar determinada peça ou tiver que importá-la, o valor do conserto também será maior.

Para não deixar dúvidas, se o valor cobrado pelo conserto for de 30% a 40% do preço de um produto novo, então talvez vale a pena mandar arrumar.

Uma economia entre 60% e 70% é um valor significativo que pode ajudar a manter o orçamento nos próximos meses, além disso, o meio ambiente agradece.

Dicas para preservar os aparelhos

Os usuários precisam tomar alguns cuidados para preservar a vida útil de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos por mais tempo. No geral, os produtos mais usados pelas pessoas no dia a dia são:

  • Celulares;
  • Computadores;
  • Geladeira;
  • Fogão;
  • Liquidificador;
  • Máquina de lavar.

No cotidiano, é comum não prestar muita atenção na preservação desses produtos e isso pode desencadear diversos problemas que exigem um conserto ou a troca definitiva do aparelho.

Existem cuidados que ajudam a evitar essas situações, por exemplo, não se deve colocar alimentos e bebidas quentes na geladeira e na hora de transportar esse eletrodoméstico é preciso mantê-lo em pé.

Uma empresa de rede de ar comprimido com mangueira toma os devidos cuidados com os seus equipamentos e a geladeira não é diferente. Depois que chegar ao destino, é necessário esperar pelo menos 2 horas para ligar novamente.

Também é muito importante tirar o micro-ondas da tomada para limpá-lo e usar apenas pano úmido com água e detergente neutro.

Se for necessário remover gordura, o ideal é aquecer um copo de água com 2 rodelas de limão por 3 minutos para que o vapor possa amolecer os resíduos e facilitar a limpeza.

Depois de usar o fogão, é muito importante manter a tampa de vidro aberta para que a boca esfrie. Aparelhos modernos, como um soft Starter 10cv, podem exigir mais cuidados, mas o fogão precisa apenas de uma boa limpeza.

É muito importante limpar frequentemente para evitar o acúmulo de gordura nas bocas e no forno, além de fazer as manutenções devidas nas saídas e na entrada de gás.

Quanto à máquina de lavar, não se deve ultrapassar o limite da capacidade de peso e retirá-la da tomada quando for fazer a devida higienizações com água e sabão neutro, um processo que deve se repetir a cada 2 meses.

Em relação aos aparelhos eletrônicos, como a televisão e o computador, é muito importante protegê-los da poeira e caso seja necessário, o proprietário pode procurar por manutenção de nobreak apc.

Considerações finais

O uso de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos é muito comum e faz parte do dia a dia das pessoas. Eles ajudam em diversas tarefas do cotidiano, como preparar os alimentos, se comunicar e ter momentos de lazer.

Algumas pessoas reclamam que esses aparelhos têm durabilidade muito baixa nos dias de hoje, mas tudo depende da maneira como estão sendo cuidados para que possam durar mais.

Em todo o caso, quando apresentam algum problema, vale a pena enviar ao concerto, economizar um pouco e evitar o descarte desses produtos no meio ambiente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Fala Barreiras