Siga-nos

Tecnologia

Cibercriminosos prometem descontos via SMS e usam PIX para roubar usuários

Plataforma de segurança dá dicas para não cair nessa nova modalidade de crime…

Publicado

em

PIX

Uma nova modalidade de golpe em ambiente virtual está fazendo vítimas em diversas regiões do país. Criminosos estão usando as chamadas Short Message Service, ou seja SMS para atrair a atenção do usuário com falsos descontos em faturas com pagamentos via PIX.

Técnicos da Kaspersky, empresa tecnológica russa especializada na produção de softwares de segurança para a Internet, verificaram um crescimento do phishing (crime de enganar as pessoas para que compartilhem informações confidenciais como senhas e número de cartões de crédito), antes feito pelo envio de faturas falsas enviadas por e-mail, explorando a facilidade do SMS e do PIX para ludibriar usuários.

Os golpistas estão explorando a imagem entre bandeiras de cartões oferecendo descontos de até 40% na fatura. O usuário inadvertidamente é direcionado para um site falso, o “soumaispix.com”, onde é feita a promessa enganosa de valor reduzido. Dentro da plataforma criminosa, é solicitado CPF, valor da fatura, bandeira e os quatro últimos números do cartão, e então eles informam o novo valor junto da chave PIX para a transferência.

O analista sênior da Kaspersky no Brasil, Fabio Assolini, chama atenção que, as mensagens instantâneas são enviados por intermédio de números curtos (short-codes), amplamente usados por grandes corporações para o envio de códigos de informação e tokens, para passar uma imagem de credibilidade ao esquema fraudulento. Um levantamento realizado pela Kaspersky revela que pelo menos um a cada cinco brasileiros caiu em fraudes do tipo em 2020.

Segundo a plataforma de segurança, somente em 2021, 18 milhões de tentativas de ataques nessa modalidade foram bloqueadas. Somente entre maio e agosto deste ano, a Karpersky identificou e bloqueou mais de 2.400 URL com o termo PIX no nome, evitando assim 2 milhões de tentativas de acessos a estes sites em dispositivos móveis.

Dados divulgados pela Federação Brasileira de Bancos (FEBRABRAN), mostram que 51% das transações financeiras no Brasil em 2020 foram realizadas fazendo uso de celulares e tablets. Essa tendência explica a migração dos criminosos do e-mail para o SMS.

Cuidados que o usuário deve ter:

Não acreditar na primeira oferta que aparece pela frente. Busque confirmar as informações nas plataformas oficiais das empresas Desconfiou de alguma situação? De imediato entre em contato com o serviço de atendimento ao cliente.

Atenção redobrada antes de acessar um link, verifique o endereço a ser redirecionado e o remetente para conferir se são realmente seguros.

Barreiras Notícias - Fala Barreiras