Siga-nos

Sem categoria

Nenhum programa vinculado à Ação Social de Barreiras funciona, falta de compromisso ou falta de recursos?

Publicado

em

Osmar Ribeiro

Já se vive os primeiros dias do quarto mês do ano, e até o momento praticamente todos os programas da Ação Social de Barreiras estão desativados

Programas como Casas da Família, Cras, Cram, Creas, Idade Viva, Coordenadoria da Mulher, Colmeia e PETI, ainda não estão em funcionamento, causando sérios danos para os cidadãos barreirenses.

Vereadores da Comissão Fiscalizadora não encontraram nenhum órgão em funcionamento | Foto: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

Vereadores da Comissão Fiscalizadora não encontraram nenhum órgão em funcionamento | Foto: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

Segundo a ex-secretária da Ação Social, Sra. Antonia Pedrosa, quando saiu da administração, deixou em caixa para esses programas a quantia de R$ 1.800.000,00 (Um milhão e oitocentos mil reais), para o CRAS, CREAS, CENTRO POP, PETI e BOLSA FAMÍLIA. Já os Programas PROCON, CREDIBAHIA, CRAM, IDADE VIVA, COORDENADORIA DA MULHER e o CENTRO DE HABITAÇÃO, são mantidos com verbas do município. Já o COLMEIA é, quase em sua totalidade, mantido pelo município. Os cursos de Cabelereiro, Manicure e o Mão na Massa (que ensinava a fazer pães) e o Projeto Nossa Sopa, que atendia 700 pessoas todos os dias, também eram mantidos pelo município.

Como a ex-secretária deixou esse valor em dinheiro, destinado a esses programas, e como no decorrer destes últimos 3 meses, provavelmente chegou mais dinheiro dos governos Federal e Estadual para este fim, fica a pergunta: “onde está o dinheiro que não é aplicado aos programas a que se destina”?

Foto: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

Foto: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

O vereador Vivi Barbosa (PCdoB), que usou a Tribuna da Câmara nessa terça-feira para denunciar, afirma que essa é uma situação preocupante e que a comissão de fiscalização composta por ele, pelo vereador Nereu do Gás (REDE) e Marcos Reis (PSDB) já foi, por três vezes, até à Secretaria do Trabalho e Ação Social para saber o que estava acontecendo com os projetos, mas não tem ninguém responsável. “Fomos à Secretaria e não encontramos ninguém responsável pela pasta. Se vê que a preocupação com a assistência social por parte do governo não existe. Há algo estranho acontecendo”, afirma.

Os vereadores da comissão investigadora afirmam que irão investigar para descobrir onde o dinheiro está sendo investido. “Vamos investigar porque em janeiro, o saldo na conta era de 1.700.000,00, e hoje existe apenas trezentos e poucos mil reais. Já que este dinheiro não foi investido nos projetos, suspeitamos que tenha sido investido na infraestrutura”, diz Vivi Barbosa.

A Comissão de Fiscalização aconselha à população prejudicada pela falta destes programas que vá para as ruas manifestar. “Já estamos fiscalizando, já levamos ao conhecimento do Ministério Público, mas o que vai fazer com que esse povo tenha seu direito de volta é saindo às ruas em manifesto declarado”, afirmam.

A exemplo dos vereadores que compõem essa comissão, o Falabarreiras também visitou o órgão por mais de uma vez e a Secretária, Sra. Gabriela Nogueira, não foi encontrada e ninguém que responda por ela. Esclarecimentos foram solicitados à Dircom Barreiras (Diretoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Barreiras) e até o fechamento desta matéria, nenhuma resposta foi dada.

Na tarde da quinta-feira (30), a reportagem acompanhou os vereadores em visita aos locais onde estariam destinados ao funcionamento destes programas, e encontrou tudo fechado como pode ser visto nas fotos.

Nenhum-programa-vinculado-002

Fotos: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

Nenhum-programa-vinculado-003

Foto: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

Nenhum-programa-vinculado-004

Fotos: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

Nenhum-programa-vinculado-005

Fotos: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

Barreiras Notícias - Fala Barreiras