Siga-nos

Sem categoria

Governo da Bahia e VALEC discutem FIOL e continuidade das obras

Publicado

em

Secom Bahia

Continuidade das obras da Fiol é discutida em Brasília | Foto: Divulgação

Continuidade das obras da Fiol é discutida em Brasília | Foto:

Divulgação

O presidente da VALEC, Mário Rodrigues, o ex-presidente, Bento Lima, o Secretário da Casa Civil da Bahia, Bruno Dauster e o Representante do Governo da Bahia em Brasília, Jonas Paulo se reuniram na sede da VALEC, em Brasília, quarta-feira, 22, para discutir a diminuição do ritmo das obras da FIOL em função das restrições orçamentárias, cuja disponibilidade é bem menor que os recursos aplicados nas obras no exercício passado.

Como resultado do encontro, ficou pactuado o esforço de priorizar intervenções que assegurem a continuidade física das obras e as operações de terreno que garantam o seu avanço e a ocupação da força de trabalho. As obras de arte do Túnel de Jequié e da Ponte do São Francisco não sofrerão problemas de continuidade, pois os recursos disponibilizados serão integralmente aplicados. O valor expressivo de pagamento dos trilhos importados, por determinação do Ministério, constitui um pagamento à parte sem impacto negativo.

O Estado da Bahia envidará esforços para acelerar a liberação dos licenciamentos e início das obras do Porto Sul, vencidos os entraves do projeto, além de viabilizar uma solução intermediária para o Porto do Malhado, objetivando facilitar o incremento das obras da ferrovia.

A busca do reforço às disponibilidades orçamentárias e financeiras para a obra, garantindo no essencial, o cronograma de execução será um esforço conjunto do Estado, VALEC e Ministério dos Transportes, assegurando esse vetor logístico essencial à economia baiana e nordestina.

A FIOL é eixo logístico integrador, devendo, portanto, ser direcionada para o entroncamento com a Ferrovia Centro-Oeste em Campinorte-Goias, assim, viabilizando o escoamento da produção de grãos do Centro-Oeste com a distância de 500 km a menos que o acesso aos Portos do Sudeste.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *