Siga-nos

Política

Espanha enfrenta séria crise humanitária com o Marrocos

Mais de 6 mil imigrantes chegaram a Espanha de maneira ilegal.

Publicado

em

Sandra Cristina | Correspondente na Espanha 

A Espanha, mais precisamente Ceuta, vive hoje uma situação de crise imigratoria gravísima em função da chegada ao país de mais de 6 mil pessoas vindas de Marrocos. São jovens, adultos, crianças, mulheres e até bebês.

O Governo Espanhol está fazendo o possível para controlar a situação que foi friamente planejada pelo Rei de Marrocos, que colocou em risco estas pessoas, que chegaram em pequenas embarcações e depois se lançaram ao mar para alcançar a terra a nado.

A pressão diplomática espanhola e europeia parece ter surtido efeito no Marrocos, que depois de uma semana optou por freiar e controlar o fluxo migratoria até Ceuta, o que diminui drasticamente a entrada de cidadaos através do mar.

O Governo espanhol não quer dar , por enquanto, como concluída a crise, porque o Marrocos segue sendo imprevisivel, mas os ultimos movimentos fazem pensar que ao menos a entrada de imigrantes tem diminuido de forma clara. O grande problema agora é dar atençao aos milhares de menores que entraram na Espanha, mas o presidente está tentando enviar essas pessoas para vários centros existentes nos Estados.

O que está acontecendo em Ceuta hoje?

Aqui estão alguns problemas da crise migratória entre Espanha e Marrocos:

A pior crise diplomática enfrentada pelo presidente de Espanha, Pedro Sanchez, parece em vias de solução, salvo que Marrocos queira dar uma nova volta a situação. A imagem de milhares de jovens e crianças cruzando a nado uma das fronteiras mais delicadas e desigual do planeta estão estampando as manchetes de todos os meios de comunicação internacional.

Isso provocou, na quarta-feira passada, um duro enfrentamento entre o Congresso dos Deputados e o Presidente de Espanha, que foi duramente criticado pelo presidente do Partido Popular, Pablo Casado. Mas enquanto discutem os políticos, mais pessoas estão sendo resgatadas em aguas espanholas.

Depois de muita negociaçao, com interferência de Bruxelas para controlar a invasão, não só a Espanha, mas sim a União Européia, finalmente Marrocos recebeu a ordem de voltar a controlar a fronteira, como vinha sendo feito até agora sem maiores dificuldades.

Mais de cinco mil imigrantes, muitos deles habitantes de zonas próximas a fronteira, voltaram ao Marrocos, alguns de maneira forçosa por parte das autoridades, enquanto outros espontaneamente uma vez que se viram sem trabalho e alojamento.

Espanha enfrenta séria crise humanitária com o Marrocos

O Governo está em contato com as autoridades de Ceuta para buscar acomodações de urgentes para os menores. Se calcula que entre 2.000 e 3.000 crianças e adolescentes estão sendo atendidas pela Cruz Vermelha.

O Ministério de Assuntos Exteriores está tentando criar um protocolo junto com o Marrocos para permitir um contato com as crianças que querem regressar com suas familias.

Quando ficar claro o número final de socorridos, o Governo começará a distribuir os menores pelos estados espanhóis que se mostraram dispostos a socorrê-los.

Espanha enfrenta séria crise humanitária com o Marrocos

Seja integrante de nossos grupos de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 20
Falabarreiras Notícias 42
Falabarreiras Notícias 43

Barreiras Notícias - Fala Barreiras