Siga-nos

Oeste

Antonio Henrique Júnior reforça pedido de criação do Hospital da Criança na região Oeste

Solicitação encaminhada ao atual governador do estado Jerônimo Rodrigues, reitera a grande carência de atendimento especializado em pediatria na região

Publicado

em

Hospital da Criança na Bahia

O Deputado Antonio Henrique Junior, luta por um futuro melhor para a saúde infantil na Bahia. Sua proposta? A implantação de um Hospital da Criança na região oeste do estado | Foto: AscomALBA/AgênciaALBA

Quando se trata de saúde infantil, um hospital que atende a todos os públicos, muitas vezes, traz experiências negativas que afetam seu desenvolvimento físico e psicológico, marcando-as por toda a vida. A imagem do hospital como um local de dor, juntamente com o medo natural que uma criança tem de ambientes estranhos, permanece arraigado na memória de muitos.

A criança não é um adulto em miniatura, e por ser um período que possui suas particularidades, a infância exige cuidados e atenção diferenciada e qualificada. Dessa forma, a atenção global à saúde da criança é um fator importantíssimo em todos os lugares. As instituições voltadas para a assistência às crianças surgiram como pioneiras na implementação do conceito de humanização no tratamento e concepção dos espaços. Isso ocorreu como resultado da percepção do atendimento à criança, que aparece como algo complexo, pois envolve a relação com o acompanhante, onde a comunicação se dá por relações de afeto.

Pensando nisso, a implantação de um Hospital da Criança na região oeste da Bahia foi solicitada pelo deputado Antonio Henrique Junior (PP), em indicação endereçada ao governador Rui Costa em 2022. No documento protocolado na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o parlamentar argumenta que quase todos os 36 municípios que compõem os três territórios de identidade da região, com a aproximadamente 700 mil habitantes, não possuem atendimento especializado em pediatria.

Reforçando o pedido, Antonio Henrique Júnior encaminhou a solicitação ao atual governador do estado Jerônimo Rodrigues, reiterando que a grande distância para a capital, faz com que a região oeste enfrente uma grande carência de atendimento na referida especialidade médica, que seria completamente preenchida com a implantação do equipamento.

“Com o objetivo exclusivo de atendimento a crianças de faixa etária compreendida de zero até 18 anos incompletos, o Hospital da Criança será apto para atendimento de média e alta complexidade, que compreende desde uma maternidade e diversos serviços, a exemplo: diagnose e ambulatório de especialidades médicas pediátricas, dentre elas urologia, pneumologia, cardiologia, ortopediatria etraumatologia, neurologia, nefrologia, infectologia, cirurgia pediátrica e oncologia”, define Antonio Henrique.

Vale lembrar que, no documento, ele acrescenta à lista de profissionais especializados a estarem disponíveis na unidade de saúde os fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, farmacêuticos, assistentes sociais, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Conforme ressaltou o parlamentar, muitos municípios que compõem o Oeste da Bahia não possuem atendimento especializado em pediatria.