Siga-nos

Brasil

“Só Deus me tira da cadeira de presidente”, dispara Bolsonaro na saída de hospital

O chefe do executivo voltou a defender o voto impresso na eleição de 2022…

Publicado

em

Bolsonaro

Presidente Jair Messias Bolsonaro | Foto: Annie Zanetti / TV Brasil

Após ficar um período de quatro dias para tratar de uma obstrução intestinal, o Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não mediu as palavras ao deixar o Hospital Vila Nova Star, na manhã deste domingo (18). Durante conversa com os jornalistas, Bolsonaro saiu em defesa do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, fez duras críticas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e fez questão de falar que só uma intervenção divina pode o tirar da presidência da República.

“Querem derrubar o governo? Já disse: só Deus me tira daquela cadeira. Será que não entenderam que só Deus me tira daquela cadeira? Se aparecer corrupção em meu governo, serei o primeiro a buscar maneiras de apurar e deixar na mão da Justiça para que esse possível responsável seja punido”, disparou.

Mesmo afirmando que vai respeitar o que diz a Constituição Federal, o chefe do executivo voltou a falar sobre o voto impresso na eleição de 2022 e garantiu que um homem, ainda isolado por causa da covid-19, fará suposta “apresentação” capaz de provar fraudes nas urnas eletrônicas.

No entendimento de Bolsonaro, o atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, faz “ativismo eleitoral” contrário ao voto impresso. Bolsonaro quer que os eleitores recebam um comprovante do seu voto realizado na urna.

“Queremos transparência nas eleições. Não existem eleições sem transparência. Isso é fraude. Não queremos isso”

, afirmou.

Na oportunidade, o chefe do executivo tentou atenuar as denúncias de irregularidades envolvendo negociações para a compra de imunizantes contra a Covid-19. Ele aproveitou para defender o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Segundo ele, Brasília é o paraíso de “lobistas e picaretas”.

“Brasília é o paraíso dos lobistas, de picaretas. Todos pressionavam por vacinas. Muitas pessoas foram recebidas no ministério. O próprio traje do Pazuello, ele está sem paletó. Aquele pessoal se reuniu com diretor responsável por possível compra lá no ministério e na saída conversou. Agora, se fosse algo secreto, algo superfaturado, ele estaria dando entrevista ou estaria escondido no porão do ministério?”, disse Bolsonaro.

“Agora, acredita quem quiser. O nosso governo não gastou um centavo com picareta. Parabéns ao Pazuello”, disse Bolsonaro, parabenizando o coronel Elcio Franco, que ocupou o cargo de secretário-executivo. E acrescentou: “Se eu tivesse na Saúde teria apertado a mão daqueles ‘cara tudo’. Ao receber, ele não estava sentado na mesa. E se fosse propina não daria entrevista”, finalizou.

Grupo Amigos do Bem doa ambulância para a rede municipal de saúde de Barreiras

Seja integrante de nossos grupos de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 20
Falabarreiras Notícias 42
Falabarreiras Notícias 43

Barreiras Notícias - Fala Barreiras