Siga-nos

Brasil

SERÁ?
“Não sei se vou disputar as eleições em 2022”, revela Bolsonaro

Na avaliação do mandatário, o resultado das urnas no ano que vem poderá ser questionado, caso o voto impresso não seja aprovado…

Publicado

em

Bolsonaro

Jair Messias Bolsonaro, presidente do Brasil | Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

E o clima de mistério paira sobre o futuro político do Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), na sucessão presidencial. Nesta quarta-feira (28), o chefe do executivo ventilou a possibilidade de não disputar as eleições de 2022. Bolsonaro tem reiteradas vezes dado essa declaração para repelir os rumores de uma possível campanha eleitoral antecipada.

Na avaliação do mandatário, o resultado das urnas no ano que vem poderá ser questionado, caso o voto impresso não seja aprovado. Já há algum tempo, Bolsonaro tem cumprido agenda pelo país para inaugurar obras e participar de eventos políticos, a exemplo das motociatas.

“Quanto à política: eu não quero entrar em muitos detalhes agora porque a preocupação é realmente administrar o Brasil. É natural, obviamente, eu tenho que ter um partido político. Eu não sei se vou disputar as eleições do ano que vem, devo disputar, eu não posso garantir”, revelou em entrevista à Rádio Cidade Luís Eduardo Magalhães (BA).

Na oportunidade, o Presidente revelou que tem conversado com diversas siglas. “Entre eles, o Partido Progressistas, ao qual eu integrei por aproximadamente 20 anos ao longo de 28 que eu fui deputado federal”, ressaltou.

Em busca de uma nova casa no sentido partidário, Bolsonaro tem enfrentado alguns obstáculos. Desde o rompimento com o PSL, em 2019, quando teve sucesso nas eleições, o chefe do executivo está sem legenda. Ainda em 2019, lançou o Aliança pelo Brasil, mas a agremiação não decolou, pois os bolsonaristas validaram pouco mais de 20% das assinaturas necessárias na Justiça Eleitoral.

Recentemente, Bolsonaro vinha flertando com o Patriota, porém convenções do partido para mudar o estatuto da sigla e assegurar poderes a Bolsonaro causaram algumas inquietações e barraram o ingresso do presidente à legenda. Vale lembrar que Adilson Barroso, foi afastado da presidência e tornou-se alvo do Conselho de Ética do Patriota.

Na semana passada, Barroso reconheceu que Bolsonaro não deve concorrer pela sigla em 2022. “O presidente não tem muito tempo a perder e já deve estar tomando providências para ir para outro partido, né? Por enquanto a conversa está encerrada”, afirmou. Um dos pontos de divergência é que Bolsonaro não abre mão do controle dos diretórios estaduais do partido que irá recebê-lo, mas lideranças da legenda são contrários a essa possibilidade.

Para melhorar a governabilidade, Bolsonaro foi convencido a estreitar a aproximação com o grupo político denominado Centrão. Na última quinta-feira (22), o mandatário destacou que sua origem está ligada a esse grupo e para defender a aliança destacou, “Eu sou do Centrão”. Vale destacar que, Bolsonaro nomeou o senador Ciro Nogueira (PP-PI) como ministro chefe da Casa Civil. O ato foi publicado na edição desta quarta-feira (28) do “Diário Oficial da União” (DOU).

“Trouxe para dentro da Presidência agora, no ministério mais importante nosso – que é o da Casa Civil – o senador Ciro Nogueira, do Piauí. Então, é um homem adequado para conversar com o Parlamento”, elogiou Bolsonaro.

Seja integrante de nossos grupos de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 20
Falabarreiras Notícias 42
Falabarreiras Notícias 43

Barreiras Notícias - Fala Barreiras