Siga-nos

Brasil

Produtores de Maringá (PR) ensinam como fazer cerveja no fogão de casa

Publicado

em

Erick Gimenes | G1 PR | Maringá

Cervejeiros vão mostrar como se faz a bebida no Mercadão Municipal.
Em média, 20 litros serão produzidos com estrutura simples no local.

Demonstração vai durar de 6 a 8 horas, de acordo com organizador | Foto: Arquivo pessoal

Demonstração vai durar de 6 a 8 horas, de acordo com organizador | Foto: Arquivo pessoal

Cervejas boas podem ser feitas no fogão de casa e não precisam de rótulos para ser servidas. O contador David Redmerski Junior quer demonstrar isso neste sábado (17), no Mercadão Municipal de Maringá, a partir das 10h. Ele e mais de 20 produtores de cervejas artesanais vão mostrar como produzir a bebida artesanalmente, com estrutura simples, durante toda a tarde.

Os cervejeiros vão ensinar como fazer o processo conhecido como brassagem, que é a preparação e cozimento dos cereais utilizados na produção da cerveja, antes da fermentação da bebida. Em média, 20 litros serão produzidos na demonstração pública.

“Vamos mostrar para o povo que dá para fazer algo legal, de qualidade, em casa. Juntamos cerca de 30 pessoas que produzem cerveja artesanal na cidade e decidimos fazer a demonstração em um local público, aberto. É simples. Qualquer pessoa pode fazer no fogão de casa”, garante Junior.

O produtor começou a fazer cerveja na própria cozinha há um ano, com a ajuda do cunhado. “Nós já tomávamos uma ou outra coisa [de cerveja artesanal]. Passamos a pesquisar, visitar lugares para ver como era o processo. Compramos umas panelas de 40 litros e passamos a nos arriscar. As duas primeiras não saíram muito boas, não, mas depois pegamos o jeito”.

A principal dificuldade, admite o cervejeiro, é conseguir os principais ingredientes. O malte geralmente tem que vir de São Paulo (SP). O lúpulo nem produzido no Brasil é, já que se desenvolve apenas em clima frio, conforme Junior.

David Redmerski começou a produzir cerveja artesanal há um ano | Foto: Arquivo pessoal

David Redmerski começou a produzir cerveja artesanal há um ano | Foto: Arquivo pessoal

“O frete atrapalha um pouco, mas nada que nos impeça de continuar fazendo. Nós não comercializamos, só tomamos com os amigos. A qualidade que chegamos é impressionante. Depois de aprender a produzir, parei de comprar essas cervejas feitas pelas grandes corporações. Agora, só por educação, quando tenho que socializar”, diz o produtor, que não comercializa o que fabrica.

A demonstração no Mercadão Municipal vai durar aproximadamente de 6 a 8 horas. Depois de pronta, algumas amostras da cerveja serão distribuídas para quem estiver presente.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Barreiras Notícias - Fala Barreiras