Siga-nos

Brasil

FUJITSU GENERAL DO BRASIL
Empresa promove treinamento gratuito e exclusivo para mulheres neste mês de maio

Uma das formas de se profissionalizar na carreira é no Centro de Treinamento da Fujitsu General do Brasil que já certificou 12,4% mulheres como instaladoras especialistas de ar-condicionado…

Publicado

em

Mulheres

A busca pela profissão como instaladora de ar condicionado aumentou 15% em abril de 2022 comparado ao mesmo período do ano passado, de acordo com o Google Trends. Um dos motivos da demanda por mulheres na profissão vem das próprias clientes do sexo feminino que chefiam as suas casas e empresas. Para se ter uma ideia: quase metade dos lares brasileiros têm a mulher como líder de renda. Segundo a pesquisa da consultoria IDados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 34,4 milhões de mulheres são responsáveis pela renda familiar e esse número só tende a crescer. Até 2030, segundo estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), a participação feminina no mercado de trabalho brasileiro deve crescer mais que a masculina. Logo, abrir as suas casas e negócios para outra mulher realizar reparos e/ou instalação de equipamentos traz segurança para este público.

Além da demanda por clientes do sexo feminino, a profissão de instaladora, antes ocupada majoritariamente por homens, se mostra atrativa pelo salário. De acordo com a plataforma de empregos Vagas.com, uma Técnica de Ar Condicionado pode chegar a um salário líquido de R $3.614,00. Outro ponto positivo em atuar na profissão são as empresas que apoiam o treinamento dessas técnicas. Uma dessas companhias é a Fujitsu General do Brasil, que já treinou mais de 16 mil instaladores. Desde 2019 até 2022, 12,4% foram mulheres.

“A Fujitsu General do Brasil ministra o curso para instaladoras de forma gratuita. Temos um centro de treinamento com os equipamentos instalados, entregamos apostilas com conteúdo, e o melhor, conectamos a prática com a teoria. Vai além de instalar, ensinamos como reparar possíveis problemas”, evidencia Sr. Akihide Sayama, presidente da Fujitsu General do Brasil.

“Estamos realizando o treinamento de forma online, possibilitando chegar a todas as pessoas de todas as regiões do Brasil. Fazemos em torno de 10 treinamentos online por mês, cada um com duração de uma hora sobre informações técnicas, e 30 minutos para os participantes fazerem perguntas. O treinamento é separado por temas, como por exemplo: multi split, wi-fi ou aplicativo por código de erro.”, explica Leandro Silva, Coordenador Técnico da Fujitsu General do Brasil.

Além do treinamento online há a opção do presencial, de acordo com a grade disponibilizada pela marca Fujitsu General do Brasil. Toda a parte de manutenção e instalação são ensinadas de forma didática. O treinamento promove aulas teóricas e práticas, que ao final do curso é realizado uma avaliação, e quem alcança 70% de acerto recebe um certificado de capacitação. O melhor: mulheres e homens de todo o Brasil podem se inscrever no treinamento.

Mulheres
Leylla Lisboa – Engenheira Mecânica – Circuito Soluções em Climatização | Foto: Arquivo pessoal

De acordo com a 15ª edição da International Business Report (IBR) — Women in Business 2019 —, o Brasil ocupa o 10º lugar entre os países com mais mulheres na liderança. E essa tendência faz parte da Fujitsu General do Brasil que possui muitas mulheres no setor administrativo da empresa. “A Fujitsu é uma empresa que acredita no potencial do profissionalismo da mulher”, disse Fernanda Bragatto, Coordenadora de Marketing.

Fala Barreiras