Siga-nos

Brasil

Farra com o dinheiro do povo? Forças Armadas usam verba pública para comprar 80 mil cervejas

Dados do Ministério da Economia também revelam que as Forças Armadas também compraram 700 mil kg de picanha em 2020…

Publicado

em

Forças Armadas

Na terça-feira (9), os deputados do PSB enviaram uma representação ao Procurador Geral da República, Augusto Aras, para que ele investigue as despesas das Forças Armadas Brasileiras. A representação se baseou nas informações presentes no Painel de Preços do Ministério da Economia, o mesmo que foi utilizado para mostrar as compras milionárias de leite condensado, sorvete, entre outros itens.

De acordo com esse painel, apenas em 2020, as Forças Armadas utilizaram verba pública para comprar mais de 700.000 kg de picanha e 80.000 cervejas puro malte. Vale ressaltar que a cerveja puro malte é vendido por cerca de R$ 9, enquanto o quilograma da picanha pode ser encontrado por cerca de R$ 89, o que torna esses itens inacessíveis para a maioria da população.

Em tempos de crise econômica e sanitária, os deputados estão questionando por que as Forças Armadas têm utilizado verba pública para comprar alimentos nobres e não essenciais. Além disso, os parlamentares alegam que as compras não só são desproporcionais para o atual momento, como também há indícios de superfaturamento.

De acordo com a representação, todas as compras foram feitas através de licitação, o que deveria ter favorecido a negociação de preços mais baixos, mas isso não aconteceu. Ao contrário, mesmo comprando alimentos em grandes quantidades, os valores foram superiores aos preços do varejo.

Ainda de acordo com os deputados, a intenção não é retirar dos militares o direito de comer carne, que é um alimento básico. O que se questiona é o valor empregado e o tipo de alimento que tem sido adquirido com verbas públicas.

Seja integrante de nosso grupo de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 42

Barreiras Notícias - Fala Barreiras