Siga-nos

Brasil

Entenda por que a faixa 5G tem acelerado a troca antenas televisivas

Sinal já está presente em 64,7% do Brasil e acaba de chegar aos municípios baianos de Ilhéus, Barro Preto, São José da Vitória e Sobradinho

Publicado

em

A tecnologia 5G é uma realidade no país e ela tem mexido com uma prática dos brasileiros: o consumo de conteúdo televisivo. Os sinais analógicos serão paulatinamente desativados e é importante que a população esteja atenta a este novo cenário.
Na Bahia, moradores de 46 cidades  já contam com essa nova faixa digital e, desde a última semana, as cidades de Ilhéus, Barro Preto, São José da Vitória e Sobradinho entraram no grupo das cidades elegíveis a este sinal. Com a liberação do sinal para estas novas localidades, aumenta o senso de urgência para a troca das parabólicas tradicionais pelas novas parabólicas digitais.

Para a moradora de Feira de Santana, Jocileia Rodrigues de Souza, a instalação da parabólica digital foi precisa, pois agora ela tem acesso a uma programação diversa junto com seu esposo. “Assisto ao jornal, a programação evangélica, são vários canais.”, partilha. Ela afirma ainda que recomendaria a instalação da antena digital para outras pessoas.  Eles estão entre os quase setenta e seis mil moradores do município contemplados na segunda fase.

A troca se faz necessária, pois a população que utiliza a parabólica tradicional para receber sinal de TV aberta poderá enfrentar interferências, como chuviscos, chiados, imagem travada ou até interrupção do sinal. Isso acontece porque o 5G opera na mesma frequência da parabólica tradicional, a Banda C. Já o equipamento digital opera em outra faixa, a Banda Ku.
A moradora da Princesa do Sertão, Vera Lucia Assis Correia Santos admite que recomendaria a instalação da parabólica digital. “Eu estou muito satisfeita com um serviço, consigo assistir todos os canais sem nenhuma interferência.”,

admite.

Substituição gratuita
A resolução dessa questão pode ser feita de maneira gratuita para as famílias de menor renda inscritas em Programas Sociais do Governo Federal e que já tenham a antena parabólica tradicional em pleno funcionamento. Quem deseja saber se tem direito à instalação gratuita do equipamento digital, pode acessar o site sigaantenado.com.br ou ligar para 0800 729 2404, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 16h, com o CPF ou NIS em mãos.  

Juliana Rodrigues

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fala Barreiras