Siga-nos

Bahia

Líderes negros dominam cargos de decisão e gestão no Grupo Hapvida NotreDame Intermédica na Bahia

No Estado, cerca de 94% dos funcionários da companhia são afrodescendentes, já no Brasil, o percentual chega a 58,2% em todo o Grupo

Publicado

em

Segundo dados do IBGE, menos de 30% dos cargos de liderança são ocupados por pessoas negras no mercado de trabalho. Mas, contrariando as estatísticas nacionais, os profissionais pretos e pardos do Grupo Hapvida NotreDame Intermédica estão no topo da pirâmide da hierarquia corporativa na Bahia. Isso porque, dos 3.292 colaboradores que compoem o quadro de funcionários da empresa, 3.070 são autodeclarados negros. O Estado conta com 140 líderes, destes, 133 são negros. De acordo com o diretor de comunicação e diversidade do Hapvida NotreDame Intermédica, Ricardo Mota, as empresas precisam entender a importância do seu papel nas práticas de responsabilidade social e no combate ao racismo. 

Segundo o gestor, o Grupo conta com políticas de inclusão para incorporar o recrutamento com prioridade para o público negro. No entanto, o processo de seleção segue os critérios normais de aquisição de talentos, ou seja, o candidato precisa estar apto com os requisitos das vagas. “Acreditamos que somos parte da transformação que precisamos fazer na sociedade e, assim temos feito, através de iniciativas que possibilitem, com equidade, promover ações afirmativas que envolvem a participação de toda equipe, tanto os líderes, quanto os colaboradores. Se cada um fizer a sua parte, podemos acabar com o racismo que há em nossa sociedade”, afirma Mota. 

Cada vez mais comprometido com as questões de raça, bem como em contribuir para uma sociedad e cada vez mais justa e igualitária, a companhia ainda apresenta em sua cultura organizacional diversas ações voltadas para o antirracismo. Com o objetivo de conscientizar e educar as pessoas sobre temas que também precisam ser discutidos dentro dos ambientes de trabalho, o Grupo, realiza mensalmente para todos funcionários, incluindo gestores e diretores, grupos de afinidade para discutir assuntos estratégicos dentro de quatro pilares: Raça, PcD, LGTBQIA+, Gênero e Gerações. A rede ainda conta com as cartilhas de orientações sobre combate ao racismo, como o ‘Guia + Diversidade Étnico-Racial e o Racismo Sutil Por Trás das Palavras’, que podem ser adquiridas clicando aqui

. Além disso, um canal de denúncia também integra as ações afirmativas da instituição.  

Para celebrar o Dia da Consciência Negra e fortalecer o seu papel social, o Hapvida NotreDame Intermédica lança, no LinkedIn, um vídeo interno chamando a atenção da população branca, sobretudo dos gestores brancos da companhia, sobre a sua importância nas práticas antirracistas. O audiovisual trará os relatos de situações racistas que seus colaboradores já vivenciaram e dicas de enfrentamento e combate ao racismo institucional e estrutural. 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *