Siga-nos

Bahia

Bahia intensifica ações contra ameaças em escolas e prioriza segurança e bem-estar

SSP e SEC unem forças em resposta rápida e eficiente às ameaças a unidades escolares…

Publicado

em

Operação Escola Segura

Visando agir rapidamente na prevenção de crimes no ambiente escolar e identificar e responsabilizar autores de ameaças, reais ou falsas, as secretarias de Segurança Pública (SSP) e da Educação (SEC) da Bahia adotaram uma série de ações conjuntas.

Dentre as medidas está a disponibilização do número 181 para comunicação de possíveis ameaças, tratadas de forma emergencial pela Superintendência de Inteligência e repassadas às forças policiais para pronta resposta, quando necessário. Além disso, fotos, prints e vídeos podem ser enviados pelo site do Disque Denúncia (www.disquedenuncia.com).

Para prevenir e reprimir ataques nas escolas do estado, a Polícia Civil da Bahia liderou as equipes dos Departamentos de Inteligência Policial (DIP), da Polícia Metropolitana (Depom) e da Polícia do Interior (Depin). A Operação Escola Segura, realizada em todo o país pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), também conta com o patrulhamento especializado da Ronda Escolar e das unidades ordinárias da Polícia Militar.

O trabalho de inteligência e investigação, apoiado pela Coordenação de Inteligência Cibernética (Cyberlab), já identificou adolescentes responsáveis ​​por ameaças a escolas em Salvador e no interior do estado. Segundo o delegado Delmar Bittencourt, coordenador do Laboratório de Inteligência Cibernética da Polícia Civil, a integração com outros estados tem sido fundamental.

O secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, destaca a prioridade das ações de prevenção e investigação, enquanto a secretária estadual da Educação, Adélia Pinheiro, enfatiza as ações adotadas nas unidades escolares, como atividades dirigidas para a promoção da cultura de paz e respeito eo Programa de Atenção à Saúde e Valorização do Professor (PASVAP), que visa o bem-estar socioemocional de educadores, servidores e estudantes.

Fala Barreiras