Siga-nos

Meu Pet

Comum em gatos, gengivite pode causar outros problemas de saúde, mas tem tratamento e fácil prevenção

Publicado

em

Comum na vida dos felinos, a gengivite pode se tornar um grande problema se não for diagnosticada e tratada de forma correta. A inflamação da gengiva por excesso de placas bacterianas é muito comum em gatos idosos, mas pode atingir felinos de todas as idades. “Na clínica médica, é comum receber gatos idosos com esse problema. Aproximadamente 90% dos animais acima dos 10 anos de idade que chegam com doenças na boca sofrem com gengivite”, alerta a médica veterinária e analista de marketing da linha para pets da Syntec, Suzana Melo.

De acordo com a pesquisa Radar Pet, da Comissão de Animais de Companhia, do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal, a preocupação de tutores com a saúde dos pets aumenta cada vez mais. Segundo o levantamento, 68% das visitas ao clínico veterinário em 2021 foram preventivas e 54% para consultas diagnósticas. “A saúde dos animais de companhia tornou-se tão importante quanto das pessoas. Definitivamente, os pets tornaram-se membros da família. Também existe grande preocupação com o envelhecimento do pet e o cuidado com a saúde preventiva dos animais”, lembra a veterinária.  

A principal causa da gengivite em gatos é o acúmulo de placa bacteriana, mas Suzana lembra outros motivos que auxiliam no desenvolvimento do problema. “O tipo de alimentação é um fator que influencia bastante em casos de inflamação na gengiva. É preciso diversificar os hábitos nutricionais do animal, oferecendo alimentos com diferentes texturas, não apenas sólidos”.

A gengivite é um problema relativamente simples, se não for tratada com rapidez e eficácia pode desencadear outras doenças nos felinos. “A inflamação e, em casos mais graves, a infecção da gengiva possibilitam que as bactérias penetrem na corrente sanguínea. Por já estar com a imunidade baixa devido à infecção, o felino pode desenvolver problemas nos rins, sistema gástrico e vascular”

, alerta a veterinária da Syntec.

De acordo com Suzana Melo, notar os sintomas e procurar ajuda rapidamente fazem toda a diferença. “Os sintomas mais comuns são mau hálito, excesso de saliva, apatia e dificuldade para se alimentar. Notando esses sinais, é preciso procurar imediatamente um veterinário que fará o tratamento correto e necessário para eliminar a gengivite”

Um dos modos mais eficazes para prevenir problemas bucais, como a inflamação das gengivas, é manter a higiene bucal dos gatos em dia. Para isso, escovar os dentes e gengivas do felino de duas a três vezes por semana é fundamental. “Sempre alertamos sobre a importância da higiene bucal. Bem como em seres humanos, a saúde bucal dos pets depende de escovação e manutenção da higiene. Só assim as bactérias são evitadas”, esclarece a veterinária. 

Para auxiliar os tutores a cuidar bem da saúde da boca dos gatos, a Syntec do Brasil oferece o gel para higienização bucal Geltec®. Importante aliado dos tutores, sua fórmula ajuda a prevenir a placa bacteriana e o tártaro contribuindo no controle do mau hálito. Geltec® é indicado para aplicações pelo menos duas a três vezes por semana e tem a vantagem de poder ser engolido pelos pets, já que é altamente seguro. 

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fala Barreiras