Siga-nos

Esporte

SABIA NÃO?
CBF se diz “absolutamente surpresa” com interrupção de Brasil e Argentina pela Anvisa

O presidente interino da CBF, Ednaldo Rodrigues negou que a entidade pudesse fazer qualquer tipo de subterfúgio para driblar a legislação…

Publicado

em

Anvisa interrompe jogo de Brasil e Argentina

Agente da Anvisa comunicando a suspensão da partida por quebra do protocolo sanitário | Foto: Reprodução / Internet

O que era para ser mais um clássico do futebol sul-americano se transformou em uma “vergonha mundial”, depois que a partida entre Brasil e Argentina, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Catar 2022, teve que ser interrompida, aos quatro minutos do primeiro tempo, por agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

MOTIVO DA INTERDIÇÃO

De acordo com o órgão, quatro atletas argentinos provenientes da Inglaterra desrespeitaram a quarentena obrigatória para passageiros que chegam do Reino Unido. Eles não cumpriram a medida sanitária no combate a Covid-19 e entraram em campo.

ALVO DA POLÊMICA

Os jogadores que não cumpriram o protocolo estabelecido pela autoridade brasileira são:o goleiro Emiliano Martinez, os meia Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero. Os quatro atuam pela Premier League.

Horas depois da suspensão da partida entre Brasil e Argentina, a Fifa emitiu nota oficial falando sobre o caso.

Anvisa interrompe jogo de Brasil e Argentina
Craques Neymar e Messi surpresos com os acontecimentos na Neo Química Arena | Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Por meio de suas redes sociais, a entidade máxima do futebol mundial informou quais os desdobramentos do caso.

“A Fifa confirma que, após decisão do árbitro da partida, o jogo entre Brasil e Argentina, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, foi suspenso. Os próximos detalhes serão apresentados no tempo devido”, disse a nota.

SURPRESA DA CBF

Por meio de nota, a CBF se manifestou sobre o assunto.

“(A CBF) ressalta que ficou absolutamente surpresa com o momento em que a ação da Agência Nacional da Vigilância Sanitária ocorreu, com a partida já tendo sido iniciada, visto que a Anvisa poderia ter exercido sua atividade de forma muito mais adequada nos vários momentos e dias anteriores ao jogo”, destaca um trecho do comunicado.

Ainda na Neo Química Arena, o ex-presidente da Federação Baiana de Futebol (FBF) e presidente interino da CBF, Ednaldo Rodrigues informou que Anvisa já estava informada sobre a situação dos atletas três dias antes da partida.

“Todos levaram um susto. Lamentável episódio desse tipo. Brasil e Argentina desperta o interesse de todo mundo. Há três dias, pelo o que tomamos conhecimento, a Anvisa já estava acompanhando a seleção da Argentina. Se estava acompanhando e tem o protocolo da Anvisa. Nos causou muita estranheza deixar para depois que o jogo se iniciasse. Em momento algum a CBF foi parte, por quem quer que seja, com relação a qualquer negociação para retirar atletas da equipe. Muito pelo contrário, a CBF respeita as normas sanitárias, isso seria uma situação da Conmebol com a Anvisa. Ainda antes da partida se iniciar, o delegado da partida disse que poderiam jogar, para depois serem deportados. Mas depois, por um motivo que a CBF não conhece, mudaram”, afirmou o dirigente.

A CBF respeitou sempre os protocolos. Em nenhuma situação a CBF quis fazer qualquer tipo de subterfúgio para driblar a legislação”, completou o presidente em exercício da CBF.

Anvisa interrompe jogo de Brasil e Argentina
Tite e Scaloni conversam durante interrupção do clássico sul-americano em Itaquera | Foto: Lucas Figueiredo / CBF

POSIÇÃO DA CONMEBOL

Também em nota, a Conmebol confirmou a suspensão do jogo entre Brasil e Argentina, e informou que caberá à Fifa decidir os rumos do confronto.

Leia a nota na íntegra:

“Por decisão do árbitro do jogo, o encontro organizado pela FIFA entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo foi suspenso.

O árbitro e o delegado do jogo apresentarão um relatório à Comissão Disciplinar da FIFA, que determinará os próximos passos a seguir. Estes procedimentos estão em estrita conformidade com os regulamentos em vigor.

As Eliminatórias para a Copa do Mundo são uma competição da FIFA. Todas as decisões relativas à organização e desenvolvimento são exclusiva responsabilidade da FIFA.”

GOLAÇO DA ANVISA

Anvisa interrompe jogo de Brasil e Argentina
Agente da Anvisa bate um bolão e interrompe partida entre Brasil e Argentina | Foto: Reprodução / Internet

Principal nome do encontro entre Brasil e Argentina, a Anvisa informou que tentou cumprir a norma de quarentena dos quatros jogadores argentinos desde sábado (4).

“Desde a tarde deste sábado (4/9), a Anvisa, em reunião ocorrida com a participação de representantes da CONMEBOL, CBF e da delegação argentina recomendou a quarentena dos quatro jogadores argentinos, ante a confirmação de que os jogadores prestaram informações falsas e descumpriram, inequivocamente, a Portaria Interministerial nº 655, de 2021, a qual estabelece que viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, estão impedidos de ingressar no Brasil”, diz a nota.

Depois, neste domingo pela manhã, a Anvisa acionou a Polícia Federal “a fim de que as providências no âmbito da autoridade policial fossem adotadas de imediato”.

“No exercício de sua missão legal, a Anvisa perseguiu, desde o primeiro momento, o cumprimento à legislação brasileira, que, nesse caso, se restringia à segregação dos quatro jogadores envolvidos e a adoção das medidas sanitárias correspondentes. Desde o instante em que tomou conhecimento da situação irregular dos jogadores – no mesmo dia da chegada da delegação – a Anvisa comunicou o fato às autoridades brasileiras em saúde, por meio do CIEVS – o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde”, diz o texto.

Ainda segundo a Anvisa, foi realizada uma reunião com as autoridades envolvidas e voltou a determinar a quarentena neste momento.

“Ainda na tarde do sábado, ocorreu a reunião já referida envolvendo o Ministério da Saúde, secretaria estadual de saúde de São Paulo, representantes da CONMEBOL, CBF e da delegação argentina. Nessa reunião, a Anvisa, em conjunto com a autoridade de saúde local, determinou, no curso da reunião, a quarentena dos jogadores”, destaca a nota.

TENTATIVAS DA POLÍCIA FEDERAL

A PF tentou buscar os jogadores no hotel e, depois, no vestiário, mas a seleção portenha não autorizou a entrada e, por isso, afirmam que tiveram que entrar no campo.

“Até a hora do início do jogo envidou esforços, com apoio policial, para fazer cumprir a medida de quarentena imposta aos jogadores, sua segregação imediata e condução ao recinto aeroportuário. As tentativas foram frustradas, desde a saída da delegação do hotel, e mesmo em tempo considerável antes do início do jogo, quando a Anvisa teve sua atuação protelada já nas instalações da arena de Itaquera”, ressalta a nota.

Anvisa interrompe jogo de Brasil e Argentina
Anvisa interrompe jogo de Brasil e Argentina

Confira clicando na imagem abaixo, os jogos que serão transmitidos hoje na TV Brasileira

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Jogos-na-TV-02-1024x135.jpg

Barreiras Notícias - Fala Barreiras