Siga-nos

Flamengo

SUPERCOPA DO BRASIL:
Os números que podem mudar o jogo

Quando Flamengo e Palmeiras entrarem em campo do estádio Mané Garrincha, no sábado, 28, pela Supercopa do Brasil, esse clássico ganhará um novo capítulo. Veja alguns números que contam a história do confronto, e que podem mudar o jogo.

Publicado

em

Imagem ilustrativa | Montagem reprodução Blog do Esmael

O futebol não pode ser resumido apenas aos números. Em qualquer partida de futebol há sempre fatores imponderáveis que podem decidir o resultado final. Mas as estatísticas podem, sim, indicar os caminhos para uma vitória. O serviço de resultados esportivos Flashscore fez um levantamento dos números mais relevantes das partidas entre Flamengo e Palmeiras, e aponta quais deles podem fazer diferença na final da Supercopa do Brasil, dia 28 de janeiro.

Invencibilidade de quinze jogos. Porém…

Os confrontos diretos entre Flamengo e Palmeiras têm sido extremamente equilibrados. Segundo o Flashscore, nas últimas quinze partidas, o jogo terminou empatado no tempo normal em dez delas. Nas outras cinco, houve vitória do Flamengo. Ou seja, há quinze jogos o Palmeiras não vence o Flamengo no tempo regulamentar.

O que não significa, necessariamente, insucesso. A final da Conmebol Libertadores de 2021 terminou, oficialmente, empatada em 1 x 1. Mas o Palmeiras anotou na prorrogação e sagrou-se campeão da América pela terceira vez. Para as estatísticas, foi um empate. Para os palmeirenses, uma vitória maiúscula. 

Artilharia pesada

O Flamengo leva vantagem também na força de seu ataque. Nos quatro jogos que realizou no campeonato carioca, o time rubro-negro balançou as redes dez vezes (média de 2.5 gols por partida). Já o Palmeiras, em três rodadas do Paulistão, anotou apenas um (média de 0,33). 

Porém, é preciso relativizar um pouco essas médias. A diferença técnica do campeonato carioca costuma ser muito maior que no paulista, o que facilitaria goleadas do Flamengo (e já houve duas). O Palmeiras, por outro lado, teve um de seus jogos contra o São Paulo, um clássico sempre disputado e que tende a ter um número menor de gols. Já o Flamengo não ainda não jogou contra os principais rivais. Isso ponderado, contudo, ainda aponta uma vantagem para o ataque do Flamengo.

Marcas quebradas

Na escalação do time carioca aparece Gabriel Barbosa, o Gabigol, que recentemente passou a jogar com a mítica camisa 10 de Zico. Bastaram alguns jogos e ele superou o ponta-direita dos anos 80 Tita e tornou-se o 11º maior artilheiro da história do Flamengo. 

Gabigol também carrega o impressionante feito de ter anotado gols em todas as decisões de copas e campeonatos em que participou com o Flamengo, com uma dolorosa exceção: a final do Mundial de Clubes de 2019, vencida pelo Liverpool.

Do lado verde, a defesa é o destaque. Foi a melhor do campeonato nacional de 2022, e nos três jogos do ano ainda não tomou nenhum gol, aponta o Flashscore. E os zagueiros titulares, Gustavo Gómez e Murilo bateram o recorde do clube de gols anotados pelos defensores no ano passado. 

Negócios milionários

No campo da compra e venda, Palmeiras e Flamengo andaram jogando em campos opostos. O alviverde vendeu, na última janela, dois de seus jovens talentos: o volante Danilo, que vinha sendo titular no meio-campo, e o jovem Endrick, de apenas 16 anos. Endrick

, porém, permanece no Brasil (e no Palmeiras) até completar 18 anos. Já Danilo se foi, junto com o companheiro Gustavo Scarpa que, segundo o Flashscore, foi o líder de assistências no último campeonato brasileiro. Há dúvidas se o experiente técnico Abel Ferreira terá tempo hábil de remontar o meio-campo verde.

Assim como há dúvidas se o novo técnico rubro-negro, Vitor Pereira, será capaz de gerenciar sua constelação de craques, reforçada pela recompra do volante Gerson junto ao Olympique de Marselha. Apelidado de “coringa” por sua versatilidade, teve duas temporadas no time francês. A primeira com 11 gols, bem sucedida; a segunda com apenas dois, segundo o Flashscore. De volta à velha casa, conseguirá repetir o sucesso que teve no time dos sonhos de Jorge Jesus?

1 X 1 em títulos

Desde que Flamengo e Palmeiras adquiriram o protagonismo do futebol nacional, duas finais foram disputadas entre os clubes. Na primeira, uma Supercopa do Brasil, o Flamengo levou a melhor nos pênaltis. Na segunda, a final da Libertadores de 2021, o Palmeiras venceu na prorrogação. A julgar pelos números do Flashscore, o jogo de sábado deverá acabar empatado, antes que se possa conhecer o novo Supercampeão do Brasil.

Sobre o Flashscore e a Supercopa do Brasil

A rede Flashscore é líder mundial em resultados ao vivo em tempo real, notícias, estatísticas e outros updates esportivos instantâneos. A marca Flashscore é amplamente reconhecida entre os fãs do esporte no Brasil e em mais 46 países. Globalmente, o Flashscore é visitado por mais de 100 milhões de usuários por mês, e mais de 120 milhões de fãs de esportes já baixaram o aplicativo para seus dispositivos móveis.

Desde 2020, a Supercopa do Brasil é o segundo evento de futebol mais seguido pelos usuários brasileiros, com uma média de 431 mil pessoas conectadas, perdendo apenas para a Série A do Brasileirão. Na comparação com todas as competições do mundo, a Supercopa é o quinto evento de futebol mais seguido pelos brasileiros, de acordo com o Flashscore.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fala Barreiras