Siga-nos

Cinema

Luís Eduardo recebe oficina de cinema

Iniciativa busca disseminar a linguagem audiovisual na comunidade luiseduardense; projeto inicia dia 09 de março

Publicado

em

Cádia Andreia Dörr

Nunca antes na história cultural e artística de Luís Eduardo Magalhães houve tantas iniciativas independentes realizadas, como no ano passado. Para 2015, o ano inicia reunindo os amantes da sétima arte em uma oficina com o cineasta paraibano, Kennel Rógis.

A iniciativa idealizada pelo ator Michel Silva dos Santos ganhou forças e conta com o apoio de outros dois profissionais da área: o produtor de vídeo, Carlos Adelino, e a estudante de comunicação social da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Camila Nunes. Juntos, o grupo pretende fomentar a produção audiovisual na cidade, contribuindo inclusive na formação do senso crítico e estético dos participantes.

“Acredito que a nossa cidade está vivendo um momento bastante interessante. Como aqui tudo é novo, nós somos responsáveis por criar a nossa história. Apesar de ser incipiente, existem muitas pessoas que se interessam pelo fazer artístico e um crescimento cultural. Vejo muitos jovens fazendo movimentos louváveis em relação a várias formas de se expressar, como a dança, música, teatro, literatura, enfim, acredito que esse é o momento de iniciar a produção audiovisual na cidade”, destaca Michel.

A oficina “Aprendendo a ler imagens em movimento” acontece de 09 a 14 de março, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs) Patrícia Regina Lauck de Souza, com cinco aulas expositivas e duas práticas, onde o aluno será convidado a produzir um plano de filmagem (roteiro e projeto de produção).

A carência de materiais audiovisuais no oeste baiano e a falta de salas de exibições foram alguns dos motivos que fizeram Michel buscar apoio e viabilizar o projeto. “Essa será uma oportunidade para democratizar o acesso aos filmes, através de formas alternativas de exibição ao público, como a projeção em praças, por exemplo. E também incentivar a realização de produções locais e o surgimento de novos diretores, roteiristas e atores”, ressalta.

Inscrições
Ao total serão oferecidas 30 vagas. As inscrições serão on-line (lemcinema.wix.com/oficina) a partir do dia 27 de fevereiro e sem custo ao candidato. Poderão se inscrever jovens com faixa etária acima de 12 anos de idade.

Kennel Rogis, realizador audivisual | Foto: Divulgação

Kennel Rogis, realizador audivisual | Foto: Divulgação

Kennel Rógis é realizador audiovisual, estudante de Administração, fotógrafo, produtor cultural, além de diretor da produtora Gravura Filmes. Integra a equipe do projeto ViAção Paraíba, ação pela qual se promove a acessibilidade ao cinema brasileiro em cidades do interior paraibano, através de oficinas na área cinematográfica. Em 2009, teve o projeto “Travessia” aprovado no edital Microprojetos Mais Cultura para o Semiárido Brasileiro, com este documentário participou de vários festivais de cinema pelo país conquistando nove prêmios. Em 2011, idealizou e coordenou o Festival Curta Coremas, evento consolidado como um dos maiores festivais de cinema da Paraíba. Em 2013, lançou o filme “Sophia”, sendo exibido em importantes festivais nacionais e internacionais os quais lhe renderam 26 prêmios. Aprovou em 2014 o projeto “Cinema na escola” no programa “Mais Cultura nas Escolas” do Governo Federal, onde aplicará oficinas de audiovisual numa instituição da rede estadual de ensino de Coremas, PB. O jovem ainda ministra oficinas de fotografia, linguagem e realização cinematográfica pelo país, além de trabalhar na direção de coberturas audiovisuais de eventos e festivais de cinema.

Serviço

APRENDENDO A LER IMAGENS EM MOVIMENTO
QUANDO: 09 a 14 de março
HORÁRIO: 19h às 22h
INVESTIMENTO: Gratuito
LOCAL: Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs) Patrícia Regina Lauck de Souza
(Bairro Santa Cruz)
INFORMAÇÕES
www.lemcinema.wix.com
facebook.com/aprendendoalerimagensemmovimentolemba
77 9817-6235
Vagas limitadas

Barreiras Notícias - Fala Barreiras