Siga-nos

Barreiras

VIOLÊNCIA:
População barreirense está de luto pela tragédia ocorrida na Escola Municipal Eurides Sant’Anna

Estudantes viveram momentos de pânico após jovem atirador invadir a escola e matar uma aluna cadeirante…

Publicado

em

Homicídio

A população barreirense está consternada com a tragédia ocorrida na manhã de hoje (26/09), na Escola Municipal Eurides Sant’Anna, unidade educacional da rede de ensino municipal de Barreiras. De acordo com informações da polícia Militar que esteve no local, um jovem vestido de preto, invadiu a escola portando uma arma de fogo e um facão no momento da chamada que é realizada logo no início da manhã. Ao entrar no colégio, o jovem atirou duas vezes: na entrada e já dentro da edificação da escola, atingindo fatalmente a estudante cadeirante Geane da Silva de Brito, de 19 anos.

Homicídio
Geane da Silva de Brito, vítima fatal do atentado

Não se sabe ainda as verdadeiras motivações do jovem atirador que entrou na escola com a arma. O fato é que a tragédia não foi ainda maior porque os alunos, ao perceberem os tiros, saíram correndo, mas a estudante cadeirante infelizmente não teve a mesma oportunidade sendo alvejada pelo atirador. Ao que tudo indica, o atirador pretendia atingir mais pessoas.

De acordo com o Tenente Coronel da Polícia Militar Fábio, ao ouvir a gritaria, uma pessoa não identificada entrou na escola e ao perceber o que estava acontecendo, atirou contra o indivíduo, que nesse momento encontra-se internado no Hospital do Oeste.

A Polícia está investigando o caso para descobrir o que motivou esse jovem a cometer um ato tão bárbaro contra os estudantes da Escola Eurides Sant’Anna. Ao que tudo indica, o jovem teria sido aluno da escola e há algum tempo não frequentava mais as aulas.

Ao saber da tragédia, a Professora Isolda Maia, atual Diretora do NTE 11, se colocou à disposição da escola, disponibilizando uma psicóloga para atender os alunos e professores atingidos com essa tragédia.

“Eu estive lá pessoalmente, conversei com eles, me coloquei a disposição e a partir de amanhã nós já vamos começar a fazer o contato com a escola para agendar as visitas da psicóloga na unidade escolar. Nesse momento nós temos que nos dar as mãos e nos colocar à disposição, colocar os nossos serviços à disposição da escola, afinal de contas os alunos pertencem a nossa comunidade”

, afirma Isolda Maia.

De acordo com Isolda, as aulas não foram suspensas para evitar mais tumultos e mais alunos fora da sala de aula, circulando nas ruas, o que seria muito pior. “Nós fizemos uma nota para as escolas para que elas tomasses a atitude que achassem conveniente, mantivessem os alunos na escola e só liberassem aqueles que os pais ou responsáveis viessem buscar, pois em um momento como esse os ânimos ficam exaltados e vira um grande tumulto, informa Isolda.

Homicídio
Professora Izolda Maia, diretora do NTE 11 | Foto: Osmar Ribeiro/Falabarreiras

Neste momento os/as educadores/as de todas as escolas de Barreiras se solidarizam com os familiares e com toda a comunidade escolar da Escola Eurides Sant’Anna, atingida em cheio com essa tragédia.

Diante do ocorrido, a gestão da Escola Municipal Eurides Sant’Anna, informa aos pais ou responsáveis que os materiais dos alunos que ficaram na escola, estarão disponíveis para serem retirados a partir da quarta feira (28/09) nos turnos matutino e vespertino. Além disso, os mesmos devem sentir-se à vontade para procurar a gestão para tratar de qualquer assunto referente a atendimento de apoio aos alunos.

Fala Barreiras