Siga-nos

Barreiras

Secretaria de Educação de Barreiras inicia projeto piloto com mesas digitais de jogos educativos e inclusivos para educação fundamental I na Escola Municipal Mirandolina Ribeiro Macêdo

Publicado

em

A Secretaria de Educação de Barreiras começou o ano letivo de 2023 do ensino fundamental I na Escola Municipal Mirandolina Ribeiro Macêdo, equipando as Salas Multimeios com mesas interativas e multidisciplinares PlayTable. A tecnologia é voltada às crianças do 1º ao 5º ano e funciona como um complemento às atividades realizadas em sala de aula.

Aproximadamente 320 estudantes já estão realizando semanalmente as atividades digitais, como componente curricular em conformidade com a Base Nacional Comum Curricular – BNCC e as diretrizes municipais curriculares da educação básica. São 16 aplicativos digitais com mais de 400 atividades educacionais instaladas. Além de português e matemática, a mesa oferece atividades de literatura audiovisual com contação de histórias, módulo de leitura simultânea de libras, quebra-cabeça, tabuada divertida, caça palavras, aprendizagem de linguagem e raciocínio lógico, dentre outras atividades.

A diretora Neuraci Rosalina e a coordenadora pedagógica Antônia Selma acompanham a interação dos estudantes com a ferramenta digital, que está disponível também na sala de recursos da educação especializada totalmente conectada à rede escolar. “Através da mesa digital o aprendizado se torna mais lúdico, divertido, e também soma para alfabetização, desenvolvimento do raciocínio lógico, coordenação motora, memorização, atenção, paciência e criatividade, dos estudantes”, explica a coordenadora Antônia Selma.

O pequeno estudante Lucas André, do 2º ano, demonstrava interesse e comemorava as conquistas no jogo de caça-palavras. “Eu estou acertando as palavras e ganhando parabéns. Essa mesa é muito legal, é um tablet grande e já aprendi muitas palavras novas”

.   

Segundo a subsecretária de educação, Cátia Alencar, a mesa digital interativa é uma tecnologia que oferece possibilidades para uma prática pedagógica inovadora e inclusiva aos estudantes das escolas municipais. “As atividades dessa ferramenta tecnológica incentivam o desenvolvimento físico, intelectual, psicológico e social das crianças. Elas manipulam materiais concretos e recursos digitais, exercitando a coordenação motora, o relacionamento e possibilitando a descoberta do mundo pelos temas abordados nessa faixa etária. Já temos nas escolas municipais Mirandolina Ribeiro de Macêdo e Celso Barbosa, e também nas 33 salas de recursos especiais do Atendimento Educacional Especializado(AEE), a inserção das mesas digitais interativas no ensino fundamental I, que serve como instrumento de apoio no cotidiano educacional das crianças, que são cada vez mais seduzidas pelo potencial de interação e socialização dessas tecnologias. Esses recursos ajudam no processo de ensino e aprendizagem”, finaliza a subsecretária.

Dircom Barreiras

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fala Barreiras