Siga-nos

Barreiras

Lesado em compra premiada? Veja como solucionar o problema

Publicado

em

Por: Silvania Costa

Consumidores continuam reclamando de compra premiada em Barreiras

Dra. Maria Emília, advogada do SAJ (Foto: Osmar Ribeiro)

Dra. Maria Emília, advogada do SAJ (Foto: Osmar Ribeiro)

É cada vez mais comum encontrar pessoas que tiveram prejuízos com compra premiada em Barreiras. Quase todos os dias consumidores procuram o SAJ –Serviço de Atendimento Judiciário, que funciona no SAC, para reclamar de danos financeiros. As queixas com as compras premiadas sempre existiram, mas no final do mês de outubro de 2013 os números aumentaram. Foi quando a loja Eletrovarão fez o último sorteio. Inseguras, as pessoas começaram a entrar com processo, mesmo sem as lojas pedir falência e quando decretaram, aí foi que aumentou a demanda no SAJ. “Sempre chegavam reclamações contra a Eletrovarão e a Mina Cred, principalmente, mas os casos eram resolvidos. Só que depois do dia 20 de dezembro ninguém mais resolveu nada. As lojas deixaram de comparecer às audiências, até nas que os representantes sabiam que já estavam marcadas. Daí então começou o tumulto”, disse Maria Emília, advogada do SAJ.

Dona Jerolina Fonseca, foi contemplada, mas também lesada (Foto: SIlvania Costa)

Dona Jerolina Fonseca, foi contemplada, mas também lesada (Foto: SIlvania Costa)

São muitas queixas diariamente. Em agosto, o SAJ recebeu 09 reclamações. Em setembro, 14. Em outubro, 10. Em novembro, 31 e em dezembro dos 52 atendimentos, 31 foram processos contra as lojas de compra premiada. Dona Jerolina Fonseca, foi contemplada duas vezes. Alegre com as motos que ganhou, continuou a investir na compra premiada, até veio o prejuízo. Pagava dois carnês em duas lojas diferentes. Com isto perdeu cinco mil reais. “Na verdade eu acho que foi um golpe. Gostaria muito que as autoridades tomassem providência, pois, tenho certeza que todos os consumidores envolvidos, deixaram de fazer outros compromissos para apostar neste tipo de negócio”, comentou a vendedora.

Em Barreiras, quatro lojas faziam a venda premiada: Prêmio Motos, Eletrovarão, Mina Cred, Barreiras Eletromotos e Eletroshow. Não há uma estimativa do volume de dinheiro investido e perdido pelos consumidores na compra premiada. O grande problema é que o SAJ não tem como mais atender as pessoas lesadas. As ações não têm como andar porque o Serviço de Atendimento Judiciário, faz citação ou pelos correios ou pessoalmente e como os réus, os representantes das lojas, estão em local incerto e não sabido, a citação, neste caso, tem que ser feita por edital, modalidade que o juizado não comporta, somente a justiça comum. “Para buscar o direito de forma individual, a pessoa terá que procurar um advogado particular, ou, os interessados podem entrar com ação coletiva junto ao Ministério Público, que tem como agir, cobrar. O Ministério Público tem ferramentas de proteção, prerrogativas e poderes para garantir os direitos dos consumidores e dar maior eficácia na resolução da causa”, disse a advogada Maria Emília.

Capa dos carnês de Dona Jerolina Fonseca (Foto: Silvania Costa)

Capa dos carnês de Dona Jerolina Fonseca (Foto: Silvania Costa)

1 Comentário

1 Comentário

  1. ivonise

    11 de fevereiro de 2014 às 22:49

    Quanto tempo o povo vem dado queixa contra essas empresas, quando uma delas fechou p que os órgãos responsáveis nao fechou as portas dos demais, ja que o sistema de trabalho ou roubo era o mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Barreiras Notícias - Fala Barreiras