Siga-nos

Educação

Ser Educacional viaja com maior delegação para o JUBs 2021

Mais de 400 atletas participarão do evento em Brasília…

Publicado

em

Ser Educacional

Os Jogos Brasileiros Universitários (JUBs) de 2021 acontecem em Brasília (DF), entre 10 e 18 de outubro. No total, o grupo Ser Educacional está levando mais de 400 alunos, sendo considerada a maior delegação do evento.

As equipes femininas e masculinas competem nas seguintes modalidades:

  • basquete;
  • vôlei;
  • futsal;
  • handebol;
  • badminton;
  • tênis;
  • xadrez;
  • tênis de mesa;
  • atletismo;
  • natação;
  • judô;
  • karatê; e
  • taekwondo.

Dos 375 atletas da UNINASSAU, 140 são da unidade de Recife (PE), 90 de João Pessoa (PB), 25 de Maceió (AL), 60 de Natal (RN), 15 de Teresina (PI), 40 de São Luís (MA) e 05 de Salvador (BA). Além deles, também estarão no evento 15 atletas da UNIVERITAS Rio de Janeiro, 15 da UNG Guarulhos, 07 da UNINORTE Manaus e 50 da UNAMA Belém.

Hermógenes Brasil, coordenador de esportes do grupo Ser Educacional, está empolgado para a participação dos atletas no evento. “As expectativas das equipes sempre são boas. Elas são bastante competitivas e vêm treinando duro. Procuramos fazer o melhor para que todos pudessem participar de eventos antes da competição universitária, cada um representando seu clube, e deu certo. Todos conseguiram fazer o cronograma”, afirma.

O Ser Educacional investe no setor de esportes universitários oferecendo bolsas de até 100%, já contando com mais de 1.500 alunos bolsistas. Além disso, possui diversos títulos, como tricampeonato do Troféu Eficiência da CBDU 2010, 2012 e 2014 (sendo eleito, por três vezes, o melhor do país no desporto universitário); 14 vezes campeão geral do Pernambucano Universitário (de 2005 a 2019); tetracampeão geral da Liga do Desporto Universitário (2010, 2012, 2013 e 2014); pentacampeão geral do Beach Games (Jogos Brasileiros de Praia, de 2011 a 2015); e bicampeão mundial universitário de Beach Soccer Masculino.

Com esse incentivo, muitos atletas já participaram de eventos nacionais e internacionais, mostrando que é possível unir educação e esportes. De acordo com Hermógenes, “o que o Grupo faz na parte de esportes não é só alto rendimento, como muitas pessoas pensam”. “Ele é um multiplicador de conhecimento para as pessoas, porque, por meio da bolsa de estudo, é possível transformar as vidas dos atletas, já que muitos são carentes, vêm de comunidades ou do interior do estado e com uma situação de vida difícil. O esporte, junto com a educação, transforma”

, explica.

O Coordenador também citou o projeto Ser Campeões, que foi criado dentro do Grupo. “O projeto mostra a realidade de alguns atletas nossos, sua trajetória de vida e o que a educação fez para que eles pudessem chegar onde chegaram. A importância de oferecer bolsa de estudo é uma transformação de vida para os desportistas de todo o Brasil, já que temos unidades em vários estados. É algo que dá orgulho de fazer parte”, afirma.

Devido à pandemia da Covid-19, os jogos não contarão com a presença do público. Além disso, os atletas e as delegações foram orientadas a respeitarem as normas de segurança, como uso de máscaras e distanciamento social. Eles também realizarão testes para detecção de Covid-19.

SER EDUCACIONAL NAS OLIMPÍADAS 2021

Alexsandro Melo (salto triplo e em distância) e Thiago Moura (salto em altura), ambos da Universidade UNG; João Henrique Falcão (revezamento 4x400m), da UNINASSAU Teresina; e Erika Sena (marcha atlética), da UNINASSAU Recife, foram os alunos que participaram das Olimpíadas de Tóquio 2021. Além deles, os paratletas Petrúcio Ferreira (atletismo) e Cícero Nobre (lançamento de dardo), ambos da UNINASSAU João Pessoa; e Tayana Medeiros (halterofilismo), da UNIVERITAS Rio, também marcaram presença no evento mundial.

Um dos atletas que se destacaram nas Paralimpíadas foi Petrúcio. O estudante bolsista do curso de Educação Física levou ouro na prova dos 100 metros rasos da classe T47 (deficiência nos membros superiores) e ainda quebrou o recorde paralímpico. Cícero Nobre também saiu vitorioso com uma medalha de bronze.

Barreiras Notícias - Fala Barreiras