Siga-nos

Educação

Professores pedem ajuda no combate ao uso de drogas nas escolas de Barreiras

A necessidade de fiscalização nas escolas como forma de prevenção ao uso indevido de drogas pelos alunos é uma demanda da comunidade escolar…

Publicado

em

Combate ao Uso de Drogas nas Escolas

Imagem meramente ilustrativa | Foto: Reprodução GZH / Mário Jr. / Agencia RBS

Atualmente o uso e abuso de álcool e outras drogas constituem um dos mais importantes problemas de saúde pública no mundo, considerando-se a magnitude e a diversidade de aspectos envolvidos.

Em 2021, uma campanha com o tema do Dia Internacional contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de drogas “Partilhe Fatos Sobre Drogas. Salve Vidas.”, é enfatizando a importância de fortalecer a base de evidências e aumentar a conscientização pública para que a comunidade internacional, governos, sociedade civil, famílias e jovens possam tomar decisões informadas, direcionar melhor os esforços para prevenir e tratar o uso de drogas, além de enfrentar os desafios mundiais das drogas.

De acordo com o Relatório Mundial sobre Drogas 2021, cerca de 275 milhões de pessoas usaram drogas no mundo no último ano, enquanto mais de 36 milhões sofreram de transtornos associados ao uso de drogas.

Combate ao Uso de Drogas nas Escolas
Imagem meramente ilustrativa | Foto: Reprodução Viver Sem Drogas

Em documento divulgado em junho pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), os mais afetados são os usuários regulares a longo prazo.

“A menor percepção dos riscos do uso de drogas tem sido associada a maiores taxas de consumo de drogas. As descobertas do Relatório Mundial sobre Drogas 2021 do UNODC destacam a necessidade de f echar a lacuna entre percepção e realidade para educar os jovens e salvaguardar a saúde pública”

, disse a diretora-executiva do UNODC, Ghada Waly.

Em Barreiras, região Oeste da Bahia, o consumo de drogas cresce consideravelmente a cada dia. Esse aumento pode ser atribuído a vários fatores, principalmente aos que se referem na forma em que é transmitida a informação sobre a droga e quem a recebe.  

De acordo com alguns professores das escolas públicas do município, o problema se agravou consideravelmente após a pandemia. Com o retorno das aulas presenciais em 2022, principalmente as escolas das áreas periféricas da cidade têm sofrido com o uso de drogas pelos estudantes, deixando os professores aterrorizados e sem saber o que fazer diante do problema.

Algumas escolas estão encaminhando ofícios para o DISEP – Distrito Integrado de Segurança Pública, mais próximo, pedindo proteção e ajuda para solucionar essa situação que está afetando as escolas e comprometendo a segurança dos alunos e professores.

De acordo com a Capitã Lidiane, Comandante do DISEP, próximo a uma das escolas onde isso tem ocorrido, após denúncias “foi feita uma primeira visita, conversado com a direção e coletados dados de propostos da escola. A curto prazo, estaremos reforçando o policiamento nos horários de entrada e saída, horários de maior fluxo nas escolas”.

Nesse contexto, a prevenção do uso indevido de drogas é fundamental para a sensibilização sobre os riscos e perigos causados por elas. As ações de prevenção ao uso de drogas nas escolas precisam se intensificar e é fundamental ter um diálogo aberto, franco e honesto para conhecer como a temática é discutida dentro da casa dos alunos. Muitas vezes, as drogas lícitas fazem parte do cotidiano dos próprios familiares.

A escola desempenha um papel fundamental na formação humana, portanto, precisa estar aberta para discutir e debater assuntos importantes. Com uma pedagogia focada no aluno, é possível abordar temas considerados delicados, a fim de incentivar a capacidade crítica de cada um.

Para o caso específico da prevenção às drogas, é essencial estar preparado. Inclusive, a última pesquisa realizada pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID) quanto ao consumo de drogas entre estudantes do Ensino Fundamental e Médio apontou que mais de 40% dos entrevistados haviam consumido bebidas alcoólicas, enquanto 9,8%, o tabaco.

Combate ao Uso de Drogas nas Escolas
Há abuso por parte de alunos no uso de drogas ilícitas | Foto: Reprodução: Faculdade de Ciências Médias da Santa Casa de São Paulo

Os problemas de saúde e violência que encontramos na sociedade, estão relacionados, em grande medida, ao consumo de drogas e às dificuldades em debater tal assunto em relação à prevenção e ao consumo, o que não é uma tarefa fácil. Porém é de fundamental importância nas instituições escolares.

Vale aqui ressaltar a necessidade de fiscalização nas escolas como forma de prevenção ao uso indevido de drogas no âmbito das escolas da rede pública de Barreiras.

A intensificação e o monitoramento dos alunos por equipes da Polícia Militar pode ser uma alternativa no combate ao tráfico nas escolas, através do trabalho de prevenção e monitoramento na entrada e saída dos alunos.

Fala Barreiras