Siga-nos

Bahia

Governo e APLB discutem sobre as aulas semipresenciais na rede estadual de ensino

Para os estudantes do Fundamental, o ensino híbrido inicia no próximo dia 9 de agosto…

Publicado

em

Aulas Semipresenciais

Uma reunião foi promovida na noite da quarta-feira (28), na sede da Serin, entre o Governo do Estado, por meio das secretarias de Relações Institucionais (Serin) e da Educação (SEC) junto a APLB Sindicato.

Com a participação dos secretários Luiz Caetano e Jerônimo Rodrigues, a reunião tratou sobre a segunda fase do ano letivo na rede estadual de ensino, que teve início na segunda-feira (26), em exclusividade para o Ensino Médio, com aulas semipresenciais. Já para o Fundamental, o ensino híbrido inicia no próximo dia 9 de agosto.

Luiz Caetano, titular da Serin, afirmou que o Governo trabalha visando a segurança, tanto dos alunos quanto dos educadores. “Por isso, é importante o diálogo com os professores para que esta segunda fase do ano letivo seja realizada com êxito”, afirmou, ao adiantar que uma nova reunião acontece nesta terça-feira (3).

Jerônimo Rodrigues, secretário da Educação, destacou a queda nos números da Covid-19 no Estado; o avanço na vacinação para a população e trabalhadores da Educação; como também a adequação das escolas no sentido de cumprir com os protocolos de biossegurança. Para o secretario, estes critérios possibilitaram a passagem do ensino 100% remoto para a fase semipresencial na rede estadual de ensino.

Em relação a vacinação, Jerônimo disse que a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) da Bahia, uma instância do Sistema Único de Saúde (SUS) e que reúne os 417 municípios do estado, já autorizou a vacinação para 100% dos profissionais da Educação. Salientou também que o diálogo com a APLB Sindicato é fundamental para garantir a aprendizagem dos estudantes. “A nossa motivação maior para o diálogo é o interesse de que as escolas atendam aos estudantes como tem que ser, seguindo todos os protocolos necessários. Continuaremos conversando com a APLB no sentido de garantir o ensino semipresencial seguro e com qualidade de aprendizagem. Além disso, temos a motivação do Governo, que é a do diálogo como parte do processo democrático e este é o perfil desta gestão”,

afirmou.

Rui Oliveira, presidente da APLB, destacou como ponto de pauta a segunda dose da vacina para os trabalhadores da Educação e também falou sobre a importância do diálogo com o Estado. “A gente espera que continue havendo esse diálogo para encontrar um caminho”.

Seja integrante de nossos grupos de WhatsApp!
Falabarreiras Notícias 20
Falabarreiras Notícias 42
Falabarreiras Notícias 43

Barreiras Notícias - Fala Barreiras