Siga-nos

Educação

A Importância da educação socioemocional na preparação para a vida adulta

A OMS aponta que a ansiedade, um transtorno prevalente na vida adulta, afeta cerca de 9% dos brasileiros

Publicado

em

educação socioemocional

Aproximadamente 10% das crianças e adolescentes já vivenciam com o transtorno de ansiedade, de acordo com estudos da USP (Imagem: Freepik)

A educação socioemocional é fundamental para o desenvolvimento de crianças e jovens, capacitando-os com habilidades essenciais para uma vida equilibrada. Isso envolve compreender e gerenciar emoções, aprimorar relações interpessoais e desenvolver comportamentos saudáveis. A OMS (Organização Mundial de Saúde) aponta que a ansiedade, um transtorno prevalente na vida adulta, afeta cerca de 9% dos brasileiros, contudo, não somente os adultos sofrem com o sentimento. Com uma tendência preocupante por atingir cada vez mais os jovens, aproximadamente 10% das crianças e adolescentes já vivenciam com o transtorno de ansiedade, de acordo com estudos da USP. A educação, nesse sentido, auxiliará a criança a lidar e entender os seus sentimentos, se expressar com os demais e mitigar os avanços do transtorno devido ao autoconhecimento.

No contexto escolar, a abordagem socioemocional auxilia os estudantes a lidarem com desafios do controle de sentimentos, a se adaptarem a diferentes situações sociais e a melhorarem seu desempenho acadêmico. Essas habilidades também são altamente valorizadas no mundo profissional, ao contribuírem para um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

Quando uma criança compreende suas próprias emoções, ela se torna mais consciente de como suas reações afetam o ambiente ao seu redor, percebendo a importância de seu papel no processo de aprendizado, transformando-a em alguém mais responsável e autônomo. Essa educação a ajuda a desenvolver empatia, autorregulação emocional e autoconhecimento, tornando-a mais apta a se relacionar de maneira construtiva com amigos, professores e pais, além de compreender as regras sociais.

No futuro, quando adentrarem no mercado de trabalho, essa habilidade, desenvolvida na infância, tornará seu diferencial. As empresas valorizam cada vez mais candidatos com habilidades socioemocionais, reconhecendo sua relevância no ambiente de trabalho.

O levantamento realizado pela Companhia de Estágios evidencia a estreita relação entre a educação socioemocional e as características altamente valorizadas. Segundo os resultados, candidatos que demonstram habilidades socioemocionais, como colaboração (83%), pró-atividade (81%) e habilidades comportamentais (75%), estão em alta, uma vez que essas competências não apenas promovem um ambiente de trabalho saudável e produtivo, mas também contribuem para o sucesso profissional e organizacional. Esses dados ressaltam a importância de investir na educação socioemocional desde cedo, preparando os indivíduos não apenas para o mercado de trabalho, mas também para uma vida equilibrada e bem-sucedida.

Assinado por Juliana Frigerio, Diretora Acadêmica da WorldEd School.

Sobre a WorldEd School A WorldEd School é uma rede de ensino americana futurista com viés internacional, criada em 2017, na Flórida, com alunos, professores, tutores e/ou com parcerias, com a projeção de chegar a 10 mil alunos em 2023. A rede global está presente em 4 continentes: América, Europa, Ásia e África. E oferece o Duo Diploma – a formação do estudante no currículo do seu país de origem e o currículo americano que pode ser usado em universidades americanas e de todo o planeta. O propósito da WorldEd School é conectar pessoas de todo o mundo para que com a vivência de cada um e com a sua bagagem cultural e de seu país, todos possam aprender e desenvolver competências para o mercado de trabalho e para a vida. Saiba mais, aqui!

Fala Barreiras