Siga-nos

Curiosidades

O que acontece com o cérebro quando rezamos?

Descubra o que acontece com o cérebro quando rezamos. Saiba como a oração, meditação e mindfulness afetam a mente.

Publicado

em

o que acontece com o cérebro quando rezamos

Curiosidades– Rezar é uma prática comum em várias culturas e religiões, mas você já se perguntou o que acontece com o cérebro quando rezamos? Cientistas têm explorado essa questão, revelando como a oração pode influenciar nossa mente e bem-estar.

Ação no Lobo Frontal

Quando repetimos uma oração, o lobo frontal, responsável pela concentração e autocontrole, é ativado. Essa atividade não surpreende, pois essa área do cérebro é conhecida por sua função em tarefas que exigem foco.

O Estado de Oração Profunda

Em momentos de oração profunda, a atividade no lobo frontal diminui, segundo o neurocientista Andrew Newberg. Isso acontece quando a pessoa sente que a oração está “tomando conta”, gerando uma sensação de transcendência e conexão com algo maior. Esse estado é comparável ao que músicos experimentam durante a improvisação musical, onde também há uma redução na atividade do lobo frontal.

Redução no Lobo Parietal

Além do lobo frontal, a oração profunda também afeta o lobo parietal, que cria uma representação visual do corpo e do espaço ao redor. A diminuição da atividade nessa área pode explicar a sensação de perda do eu individual e de conexão com o universo, relatada por muitos durante a oração.

Meditação e Mindfulness

o que acontece com o cérebro quando rezamos

Foto: internet

Práticas como meditação e mindfulness, que não têm necessariamente um fundamento religioso, podem produzir efeitos semelhantes aos da oração. Segundo Tessa Watt, especialista em mindfulness, essas práticas ajudam a ativar o sistema nervoso parassimpático, responsável por regular as respostas de “descanso e digestão”, promovendo uma sensação de calma e controle emocional.

A Conexão com Deus

Para muitas pessoas, rezar é uma forma de se conectar com Deus e sentir uma presença maior. No entanto, a maneira como vemos Deus pode estar relacionada com nossas primeiras relações emocionais. Segundo o sociólogo Blake Victor Kent, nosso relacionamento com cuidadores primários pode influenciar nossa capacidade de confiar e se conectar com uma figura divina.

Entender o que acontece com o cérebro quando rezamos nos ajuda a apreciar a profundidade dessa prática, que vai além da religião e toca aspectos fundamentais da nossa neurobiologia e bem-estar mental. Seja através da oração, meditação ou outras formas de conexão espiritual, esses momentos de introspecção têm o poder de transformar nossa percepção e melhorar nossa qualidade de vida.

Redação Site On com informações do programa Crowdscience da BBC