Siga-nos

Crianças

Como os jogos de tabuleiro incentivam o aprendizado do jogo da vida

Publicado

em

Reservamos esse espaço para falar sobre o motivo de jogarmos jogos de tabuleiro e de que forma eles se tornam peças significativas ao integrar pessoas  e crianças em meio a uma experiência cheia de desafios e aprendizados.

Sim, vivemos como se estivéssemos em um grande jogo. Pense na vida como o jogo master, o nosso planeta seria o tabuleiro e existem diversas peças à nossa disposição. Essas peças se apresentam nas mais diversas formas de vida e se relacionam entre si com comportamentos diferentes, emoções diferentes e situações desafiadoras que aparecem de repente.

Isso gera os mais diferentes tipos de acontecimentos no decorrer do jogo.

É justamente essa a realidade que acaba sendo replicada nos jogos de tabuleiro, mas com formas e histórias lúdicas para garantir o interesse daqueles que estão jogando. Se tornam uma ótima forma de aprender a trabalhar a vida com arte e brincadeira.

Nos tabuleiros as pessoas se encontram com questões importantes que podem atrapalhar ou adiantar seu caminho. Existem objetivos, regras e muitos desafios. Para viver essa experiência com plenitude é preciso tomar várias decisões que exigem diversas habilidades diferentes do jogador.

Não basta apenas jogar. Você precisa analisar o caminho, montar uma estratégia, considerar o cenário e, a cada nova jogada, estar ciente de todos os recursos que possui e o que precisa para chegar ao seu objetivo. É necessário estar atento às suas ações e antecipar a dos seus adversários.

Um jogo de tabuleiro, portanto, acaba exigindo persistência, coragem para enfrentar as dificuldades, foco para concluir a tarefa e luta para atingir seu ponto final do planejamento.

E nunca haverá uma mesma história que será construída. Cada nova partida gera novas metas que devem sempre superar as anteriores e que, na maioria das vezes, não te permitem usar a mesma estratégia de antes. 

Com isso, habilidades como memória, raciocínio lógico, cálculo de risco, concentração e disciplina acabam sendo trabalhados de forma intensa.

Muitos sentimentos, inclusive alguns que podem ser novos, são experimentados diante de toda a imprevisibilidade que o jogo vai apresentando e, expressá-los, ajuda a perceber e aprender com eles, já que se trata de um processo. Medo, alegria, tristeza, frustração e satisfação são muito comuns e importantes também.

O jogo às vezes te coloca em uma situação em que precisa abrir mão de algo para que possa ter fôlego de correr atrás de algo maior. Em outros momentos é preciso perder e é super importante aprender a identificar o sentimento que ocorre no momento e como lidar com ele. Todos esses processos levam os jogadores ao autoconhecimento e ao crescimento pessoal.

Já disse Platão: “Você pode descobrir mais sobre uma pessoa em uma hora de jogo do que em um ano de conversação”. E é essa a questão aqui, de forma lúdica e divertida, aprender mais sobre os seus próprios processos de aprendizado e sentimentos.

Dentro do andamento do jogo é possível entender um pouco mais sobre como o outro pensa e apresenta uma oportunidade de troca, com cada um se construindo à sua forma em relação ao outro.

Interações como essa ainda permitem sentimentos compartilhados, como empatia ao comemorar a vitória dos demais.

Aproveite muito os jogos de tabuleiro, não deixe de apresentar essa relíquia aos seus filhos, pois, dessa forma, muitas características de suas personalidades começam a aparecer e eles vivenciaram, de forma lúdica, o jogo que estarão prestes a enfrentar sozinhos muito em breve: o jogo da vida.

Para esse jogo as estratégias também são fundamentais e é preciso saber lidar com os sentimentos negativos que possam surgir, assim como ter empatia pelos demais. 

Podemos citar vários jogos com essas características e eles podem ser encontrados para várias idades, mas vamos citar alguns aqui para ajudar na escolha do melhor para a sua família.

Xadrez: Xeque-mate! Acabe com o rei do adversário. É preciso muita concentração e estratégia.

Damas: É preciso capturar todas as peças do adversário. Também é preciso pensar bastante para não acabar caindo em uma armadilha.

Trilha: Forme trilhas movimentando as peças e vá retirando as do adversário do seu caminho. 

War: Esse é um jogo de estratégia de guerra. Existem alguns objetivos que podem ser sorteados na jogada, mas a maioria envolve a conquista de espaços. É preciso estar muito atento ao movimento dos demais jogadores.

Banco Imobiliário: Ótima forma de aprender a lidar com dinheiro. O jogo exige que você compre empresas e bairros, mas tomando muito cuidado para não ir à falência. É preciso analisar bem suas jogadas. 

Perfil: descubra quem é a pessoa, objeto, ano ou lugar a partir de dicas das cartas. É uma excelente forma de trabalhar a memória.

Não deixem de aproveitar esses momentos com as pessoas que ama, afinal, nunca estamos velhos demais para aprender mais um pouco.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Barreiras Notícias - Fala Barreiras